• 28/05/2020 19:55
Interferência

Após reportagem sobre isolamento, PRF afasta agente e centraliza atendimento à imprensa

  • 28/05/2020 19:55
    • Gazeta do Povo com Estadão Conteúdo
    PRF em local do acidente
    PRF em local do acidente| Foto:

    O jornalista e agente concursado da Polícia Rodoviária Federal Fernando Oliveira, que chefiava o setor de comunicação da PRF no Paraná desde 2017, foi exonerado nesta segunda-feira (25) após a divulgação de uma reportagem pela TV Globo. O material trazia dados da corporação e, nele, Oliveira aparece como porta-voz da PRF relacionando o aumento de acidentes nas estradas ao afrouxamento de medidas de isolamento social. "Minutos após a veiculação da reportagem, houve ao menos um telefonema de Brasília para a superintendência no Paraná, no qual o diretor executivo da PRF alegaria um "desalinhamento" da matéria, pelo simples fato de mostrar uma ação de fiscalização de radar e de supostamente conter uma defesa das medidas de isolamento social - dois temas considerados "sensíveis" aos olhos do presidente da República [Jair Bolsonaro]", afirmou Oliveira. O agente afastado vê interferência e tentativa de politização da PRF. "Se a polícia deixa de mostrar esse tipo de trabalho [...] por uma questão de mero capricho pessoal, ainda que seja do chefe do executivo, não tem como não enxergar um problema grave aí. Na minha avaliação, teria que ser apurado um possível desvio de finalidade, porque interferência política indevida é um fato mais que concreto". Após o episódio, foi definida ainda a centralização em Brasília de atendimentos à imprensa, com necessidade de expressa autorização da Coordenação-Geral de Comunicação Social da PRF.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.