• 24/07/2020 20:06
"Desproporcional e sem utilidade"

Aras foi contra bloqueio de contas de empresário alvo do inquérito das fake news

  • 24/07/2020 20:06
    • Estadão Conteúdo
    Augusto Aras
    Procurador-geral da República, Augusto Aras| Foto: Evaristo Sa/AFP

    O procurador-geral da República Augusto Aras defendeu o desbloqueio da conta do empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, investigado no inquérito das fake news do STF. Em manifestação apresentada em junho, o PGR disse que a medida era desproporcional e não tinha utilidade. Fakhoury teve o bloqueio da conta determinado pelo ministro Alexandre de Moraes em 26 de maio, quando também foi alvo de buscas e apreensões nas investigações sobre suposta organização criminosa voltada para atacar, ameaçar e divulgar fake news contra o STF. A medida foi cumprida nesta sexta-feira (24) pelo Twitter. Em junho, a defesa do empresário apresentou habeas corpus ao Supremo questionando as medidas adotadas por Moraes e a legalidade do inquérito, pedindo a suspensão das investigações em relação a Fakhoury. Aras se manifestou contra a suspensão do inquérito, mas opinou pelo atendimento do pedido da defesa. O caso foi analisado por Toffoli, que não considerou o pedido urgente o suficiente para uma decisão liminar durante o recesso do Judiciário. O caso está sob relatoria do ministro Edson Fachin.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.