• 08/10/2019 10:07
Na pauta

Recém-instalado, Conselho de Ética do Senado vai analisar cinco representações

  • 08/10/2019 10:07
  • PorGazeta do Povo
    Plenário do Senado
    Conselho de Ética possui cinco representações para análise| Foto: Marcos Oliveira/Marcos Oliveira/Agência Senado

    O Conselho de Ética do Senado, instalado após sete meses do início da legislatura, tem cinco representações para analisar. A função é analisar representações ou denúncias feitas contra senadores, que podem resultar em medidas disciplinares como advertência, censura verbal ou escrita e perda do mandato. De acordo com a Crusoé, o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) é alvo de três representações. Uma proposta pelo deputado federal Carlos Sampaio, em nome do PSDB, sobre fala de Kajuru contra o governador de São Paulo, o tucano João Doria. Outras duas pelo senador Vanderlan Cardoso (PP-GO), uma por uma publicação nas redes sociais e, a outra, por sugerir que Cardoso recebeu propina. Romeró Jucá, que não foi reeleito para o Senado, abriu representação contra Telmário da Mota, ambos de Roraima, por uma discussão durante comissão no Senado, em setembro. A lista fecha com a representação do líder do PP na Câmara dos Deputados, Arthur Lira, contra o senador Cid Gomes (PDT-CE), que o teria chamado de “achacador”. Ainda segundo a revista, as representações aguardam parecer da Advocacia-Geral do Senado.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.