• 23/07/2019 18:51
Lava Jato

Ex-ministro Edison Lobão vira réu por propina na construção de Belo Monte

  • 23/07/2019 18:51
  • Sergio Luis de DeusPor Sergio Luis de Deus
    O ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão
    O ex-ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, vai responder ação penal na Lava Jato.| Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

    A Justiça Federal do Paraná transformou em réus o ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (MDB-MA) e o filho dele, Márcio Lobão, sob acusação de corrupção e lavagem de dinheiro no contrato de construção da usina de Belo Monte, no Pará. Segundo a denúncia da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, foram feitos pagamento ilícitos ao emedebista, entre 2011 e 2014 (durante o governo Dilma Rousseff), no valor de R$ 2,8 milhões, por intermédio do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht. As empresas do Consórcio Construtor Belo Monte, entre elas a Odebrecht, teriam se comprometido a pagar propina na razão de 1% do valor do contrato de construção da usina para políticos do PT e do MDB.

    Na mesma decisão, a Justiça determinou o arresto e o sequestro de R$ 7,873 milhões de bens e ativos financeiros em nome de Edison Lobão, Márcio Lobão e Marta Lobão (nora do ministro).

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

      Fim dos comentários.