• 05/05/2020 17:10
Nomeação

Justiça do DF dá 72 horas para governo apresentar informações sobre troca na PF

  • 05/05/2020 17:10
    • Estadão Conteúdo
    Rolando Alexandre de Souza
    Rolando Alexandre de Souza, diretor-geral da Polícia Federal, em solenidade de posse| Foto: Presidência da República

    O juiz Francisco Alexandre Ribeiro, do Distrito Federal, deu prazo de 72 horas para que o Palácio do Planalto apresente informações sobre a troca no comando da Polícia Federal. O coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), Rubens Alberto Gatti Nunes, entrou com ação popular na Justiça Federal nesta semana pedindo a suspensão imediata da nomeação do delegado Rolando Alexandre de Souza para a diretoria-geral da PF. Um dos pontos levantados na ação é que o presidente Jair Bolsonaro escolheu um nome "alinhado a seus interesses escusos, como ficou evidenciado em seu primeiro ato após empossado" - a troca no comando da PF do Rio, área de interesse de Bolsonaro e seus filhos.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.