• 18/03/2020 19:42
Câmara

Maia sinaliza que reformas ficam em segundo plano com coronavírus

  • 18/03/2020 19:42
    • Estadão Conteúdo
    Rodrigo Maia
    O presidente da Câmara, deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ)| Foto: Câmara dos Deputados

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), indicou que as reformas estruturantes e as discussões sobre o teto de gasto ficaram em segundo plano com o avanço da crise do coronavírus. "Reformas são importantes no médio e longo prazos, no curto são as vidas da pessoa", disse. Segundo ele, os debates sobre a reforma tributária devem ser mantidos mesmo que por videoconferência. Já a PEC do teto de gastos e a reforma administrativa, ainda a ser enviada pelo governo, devem ficar para depois que a crise da Covid-19 passar. Segundo Maia, não é o momento de se pensar em equilíbrio da economia e redução dos gastos. "Fixação em meta fiscal com o tsunami que teremos é não ter a cabeça no lugar", afirmou. "Não podemos correr o risco de menosprezar a crise", afirmou.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.