• 23/09/2020 20:41
"Desestruturação dolosa"

Procuradoria cobra à Justiça que avalie afastamento imediato de Ricardo Salles

  • 23/09/2020 20:41
    • Estadão Conteúdo
    O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles: suspeita de enriquecimento ilícito leva à quebra de sigilo bancário.
    O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.| Foto: MARCOS CORREA/AFP

    O Ministério Público Federal pediu à Justiça que avalie o afastamento imediato do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, do cargo. O pedido foi anexado nos autos da ação civil apresentada em julho que pede a saída do ministro do governo por "desestruturação dolosa" das políticas ambientais - desde então, o processo já foi remetido para Santa Catarina, voltou para Brasília e não foi julgado. Segundo a procuradora Marcia Brandão Zollinger, o perigo da demora em julgar o pedido de afastamento é fundamentado no fato de que a permanência do ministro "tem trazido, a cada dia, consequências trágicas à proteção ambiental, especialmente pelo alarmante aumento do desmatamento, sobretudo na Floresta Amazônica". Segundo o ministro Ricardo Salles, a ação tem "evidente viés político-ideológico" e é "clara tentativa de interferir em políticas públicas do Governo Federal". "As alegações são um apanhado de diversos outros processos já apreciados e negados pelo Poder Judiciário, uma vez que seus argumentos são improcedentes", avalia.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.