• 14/10/2020 11:34
Bastidores de Brasília

Relator de comissão para reformar lavagem de dinheiro colocou Geddel em prisão domiciliar

  • 14/10/2020 11:34
  • Brasília
kelli-kadanus-bastidores-brasilia
Kelli Kadanus – Bastidores de Brasília| Foto:

O relator da comissão de juristas montada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para propor reformas à lei de lavagem de dinheiro é o desembargador que concedeu prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. Em 2017, Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF1) determinou que Geddel fosse liberado da Penitenciária da Papuda mesmo sem tornozeleira eletrônica. O ex-ministro havia sido preso a operação Greenfield e, meses mais tarde, a PF encontraria R$ 51 milhões em seu apartamento ao cumprir um mandado de busca e apreensão. O advogado de Geddel, Gamil Foppel, também é integrante da comissão. Nos bastidores, circula a informação de que Ney Bello estaria interessado em apresentar um relatório mais suave, em busca da indicação para uma vaga no Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.