i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
No Twitter

Governadores brasileiros comemoram vitória de Biden e derrota de Trump

  • 07/11/2020 22:14
O governador João Doria (PSDB-SP)
O governador de São Paulo, João Doria.| Foto: Governo de São Paulo

Governadores brasileiros usaram as redes sociais para comentar a eleição de Joe Biden para a presidência dos Estados Unidos. Além de parabenizar o democrata pela vitória, alguns também comemoraram, direta ou indiretamente, a derrota de Donald Trump.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em sua conta no Twitter que estava feliz com a eleição de Biden. "Ele é um defensor da democracia e das relações multilaterais. Bom para os EUA, bom para o Brasil", escreveu o governador, que também postou a imagem de uma carta enviada ao presidente eleito. No documento, redigido em inglês, o tucano diz que, "como governador do estado de São Paulo, maior parceiro comercial dos Estados Unidos no Brasil, gostaria de fortalecer os laços entre nossas sociedades."

Sem citar Trump diretamente, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), criticou o atual presidente. "A eleição de Joe Biden nos EUA é vitória da ponderação sobre o extremismo. É vitória da civilidade sobre a irracionalidade. Que a mudança semeada pelos americanos sirva de exemplo e pavimente novos e mais felizes caminhos para a democracia e o respeito à diversidade no mundo", postou.

Manifestação parecida fez o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). "A vitória de Joe Biden representa o fim do extremismo nos EUA, país que tem forte poder de influência sobre as democracias do mundo. Que os ventos do fim do extremismo cheguem ao Brasil também."

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) disse comemorar a derrota de Donald Trump e aproveitou para alfinetar o presidente brasileiro Jair Bolsonaro. "Muito feliz com a derrota de Trump. Com ele, caem os que fazem apologia à violência, os que negam as mudanças climáticas, os irresponsáveis no combate ao coronavírus, os defensores do racismo. Ou seja, Bolsonaro está ainda mais isolado nas suas absurdas posições."

Renato Casagrande (PSB), governador do Espírito Santo, classificou o resultado da eleição como "derrota da prática do 'politicamente incorreto'". "Um sinal de que a maioria dos americanos estão preocupados com o fortalecimento das instituições democráticas, meio ambiente, direitos humanos e cultura de paz. Um bom sinal para a política mundial", postou.

Outros se manifestaram de forma mais sucinta. "Parabenizo o novo presidente e desejo um caminho de parcimônia, diálogo, tolerância e perseverança!", escreveu o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Já o governador da Bahia, Rui Costa (PT), resumiu: "Vitória da democracia. O mundo comemora."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.