i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Funcionalismo

De estudos técnicos a batucada no aeroporto: como funciona o lobby dos servidores no Congresso

  • Brasília
  • 04/09/2020 11:45
Como funciona o lobby dos servidores no Congresso Nacional
Servidores do Judiciário fazem manifestação na frente da Câmara dos Deputados, em 2015.| Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) surpreendeu ao votar, em agosto, pela derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que permitia reajustes no salário de servidores públicos. O tucano é vice-líder do governo no Senado. Ao explicar o voto, o parlamentar disse: "A realidade de cada estado é diferente. Brasília é a cidade do servidor, que já tem sofrido impactos de uma série de outras medidas". Além dele, os outros dois senadores do Distrito Federal, Leila Barros (PSB) e Reguffe (Podemos), também votaram contra a decisão de Bolsonaro.

A explicação de Izalci indica o vínculo dos parlamentares com o funcionalismo – categoria que busca exercer influência não apenas sobre os representantes de Brasília, mas também sobre os demais deputados federais e senadores. E o lobby dos servidores no Congresso vai ficar mais forte nos próximos meses, durante a tramitação da reforma administrativa – que pretende cortar benefícios dos servidores (ainda que a proposta de cortes seja apenas para os futuros funcionários públicos e não para os atuais).

Quais são as principais estratégias do lobby dos servidores

Fora do período de pandemia, grupos de servidores são presença constante nos corredores do Congresso Nacional. Eles se revezam em reuniões de comissões, nos gabinetes dos parlamentares e nas galerias dos plenários.

Representantes do funcionalismo não usam o termo "lobby" para definir o trabalho de pressão sobre o Congresso. No jargão da categoria, o que eles fazem é "trabalho parlamentar", que costuma ser reforçado em tempos de votação de projetos que influenciam as carreiras.

O "trabalho parlamentar" é geralmente precedido de organização, com convocação prévia de interessados, distribuição de participantes em diferentes dias da semana e preferência para que funcionários públicos se encontrem com parlamentares de seus estados.

Dentro do escopo do "trabalho parlamentar" se encontram atividades bem distintas entre si. Entre elas, a produção e apresentação de relatórios técnicos. Nesses casos, os servidores levam aos deputados e senadores estudos e documentos em que expõem seu ponto de vista sobre projetos em andamento. Aí se encontram desde reivindicações salariais até propostas de cunho técnico que digam respeito às áreas em que atuam.

Mas o lobby do funcionalismo pode incluir também ações de pressão mais incisivas – como envio de mensagens e emails, ligações para gabinetes e telefones particulares de parlamentares e também abordagens em locais públicos. No ano passado, à época da tramitação da reforma da Previdência, por semanas os deputados e senadores foram "recepcionados" no aeroporto por militantes contrários à proposta.

Atualmente, com a pandemia de coronavírus, o lobby dos servidores se consolidou na esfera virtual. A quinta-feira (3) foi o dia da entrega da reforma administrativa pelo governo ao Congresso e também o lançamento da Jornada de Defesa dos Serviços Públicos, iniciativa de mobilização via internet da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) e outros sindicatos. As entidades têm também promovido lives com a presença de parlamentares para debater a reforma administrativa e outros temas ligados ao funcionalismo. A expectativa é que a tramitação da reforma intensifique essas atividades.

Servidores rejeitam a expressão "lobby"

O "lobby", embora não seja regulamentado no Brasil, é o ato de intermediar relações com representantes do poder público e de exercer pressão sobre eles. Mas servidores que representam suas categorias e fazem contato frequente com parlamentares rejeitam a expressão para definir sua atividade.

"Eu não usaria o termo lobby, porque quem faz lobby é quem tem poder financeiro. O que fazemos é disputar o debate político, dentro do espaço democrático, dentro do parlamento", afirma Antonio Alves Neto, coordenador da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra).

Segundo Alves, os grupos do funcionalismo têm também se mobilizado para discutir projetos que vão além dos interesses específicos de suas categorias. "Nós queremos criar espaços para atuarmos no parlamento não apenas no que tenha ligação com a educação, mas também em outros campos, como por exemplo as políticas para as mulheres e os negros", afirma ele.

Mas o foco principal prossegue o que eles definem como o combate a políticas de desvalorização do serviço público. "O 'trabalho parlamentar' serve para que o servidor seja visto e mostre que o Estado não funciona sem o servidor, mostre que o servidor não é o problema, e sim a solução", acrescenta o presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), Décio Bruno Lopes.

"Os servidores se veem na necessidade de apresentar dados e estudos que mostram que eles não são os responsáveis por todos esses problemas que se colocam. Responsáveis são as políticas econômicas, a corrupção, os desvios de recursos", diz Lopes.

Lopes e Alves apontam que a legislatura atual tem se mostrado menos receptiva às demandas dos servidores. "O Congresso mudou muito. Até a legislatura passada eram parlamentares de muito tempo, com quem era mais fácil conversar. Hoje, muitos nunca trabalharam no serviço público, não tem nenhum relacionamento. Fala-se muito de empreendedorismo, como se o Estado fosse uma grande empresa", afirma Lopes.

"A atuação no Parlamento nunca foi tranquila. Mas com esse governo conservador, que tem um conceito de desmonte do papel do Estado e conta com deputados aliados nesse processo, a situação fica muito mais difícil", diz Alves.

Deputados de 1.º mandato lideram discussões em lados opostos

Um debate virtual sobre a reforma administrativa no último dia 24 reuniu representantes de servidores públicos e os deputados Tiago Mitraud (Novo-MG) e Professor Israel Batista (PV-DF). A atividade foi a mais recente de uma série de "confrontos" entre os parlamentares sobre o tema.

Ambos em primeiro mandato, Mitraud e Batista se posicionam em lados opostos na temática do funcionalismo: enquanto o deputado de Minas é defensor de projetos para redução do tamanho do Estado, o do Distrito Federal contesta reformas "que não levem em consideração o ponto de vista dos servidores, que são quem faz o Estado".

À Gazeta do Povo, Mitraud diz que tem um "diálogo ótimo" com Batista e que desenvolve também boas conversas com os sindicatos do funcionalismo. O mesmo quadro, porém, não se dá com grupos autônomos de servidores, segundo ele. Mitraud relata que tem sido alvo de "disparos em massa" de mensagens em seu celular e em seus perfis de redes sociais, por causa de seus posicionamentos que contrariam algumas diretrizes da categoria. "Eles mandam mensagens com frases do tipo 'nós não vamos mais votar em você', o que chega a ser caricato. Eu não acho que isso funciona. Não vou mudar minha opinião porque eles inviabilizaram meu Whatsapp por um dia", afirma.

Já Batista compara os grupos de servidores com outros segmentos da sociedade. "Eles fazem pressão política assim como outros grupos fazem, e muitos de forma oculta. Nós, como Congresso, temos que estar com o ouvido aberto. Os servidores não podem estar excluídos do debate", diz Batista.

O deputado do PV é o coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público, que foi lançada no ano passado. Outro grupo similar, a Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, é encabeçada pela deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) e pelo senador Paulo Paim (PT-RS).

As lideranças de referência para a causa do funcionalismo estão, via de regra, nos partidos que fazem oposição ao governo Bolsonaro. "A não ser quando é para defender os militares, porque aí os bolsonaristas também aparecem", ressalta Mitraud.

30 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 30 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • P

    Paulo Afonso Pasquotto de Lima

    ± 3 dias

    Os parasitas matam o hospedeiro, ma não aceitam perder as mordomias. A vaca vai morrer desse jeito e aí nós vamos ver. Nem todos vão poder fugir para Portugal. A maioria dos parasitas vão morrer com o hospedeiro, ou seja, o contribuinte e o brasileiro pobre em geral.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo roberto costa da silva

    ± 3 dias

    O Império deixou uma herança incômoda é desagradável, uma casta formada ao longo dos anos cheia de regalias, penduricalhos e mordomias bem diferentes da atividade de trabalhadores na iniciativa privada. Os primeiros fazem as suas regras amparados em fortes sindicatos lobistas, os últimos que formam o grande contingente que produz receita e impostos para pagar os primeiros e sofrem pelas leis que nunca os beneficiam, ao contrário dos servidores do Estado que tem tudo é mais um pouco. É uma desigualdade brutal que tem de acabar. Dom João VI já morreu a tempos!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lourenço Innocentini Neto

    ± 5 dias

    A privilegiatura larga o serviço (serviço ?) para protestar.Trabalhar que é o que o Brasil precisa fica para lá...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Beto

    ± 5 dias

    Com o fim da Estabilidade, os novos terão FGTS ?????

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • L

      Luca

      ± 5 dias

      Seria uma boa, acaba com a estabilidade e entrosa o fgts pra todos oras, qual o problema?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Beto

    ± 5 dias

    Pra variar os servidores do judiciário que recebem os mais altos salários no funcionalismo junto com os do legislativo reclamando do fim da mamata. Os do EXECUTIVO na sua maioria são os que recebem menos e trabalham mais.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON

    ± 5 dias

    Pelo que lí recentemente , Previdência e funcionalismo consomem cerca de 90 % do orçamento da União , 10 % sobram para investimentos .... Sabem o que são os investimentos ? São as obras e coisas que interessam e melhoram diretamente a vida do cidadão !!! Uma das principais razões pelas quai pagamos impostos ! Estamos vendo com clareza que os meios consomem quase tudo o que deveria ser usado para os fins ...E isso está aumentando ano a ano ... E a mini reforma proposta é só para os futuros servidores .No entanto os sindicatos já estão defendendo os "netos" dos atuais servidores... Cambada de imorais - aliás ,chamar os ditos "sindicalistas" de imorais é pleonasmo....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • L

      Luca

      ± 5 dias

      10% nada, uns 7% vai pra manutenção da máquina, pagar luz, água, insumos etc, o que sobra mesmo é menos de 1%

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Geraldo F.

    ± 5 dias

    Maior concentracao de piscinas do pais. sao todos parasitas. Como diz o Paulo Guedes tem 200mi de trouxas suando para pagar suas mordomias. Quem nunca foi maltratado por um "servidor publico" levante a mao.?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • Q

    Quincas

    ± 5 dias

    Essa casta é a metástase do país definhante.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo roberto costa da silva

    ± 5 dias

    Servidor fazendo lobby contra a reforma administrativa dos servidores significa que não querem perder as mordomias e mamatas do tempo do Império que desfrutam, por conta da contribuição em impostos da população Que não vive às mil maravilhas como eles. É um absurdo que deve ser cortado!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marco Polo

    ± 5 dias

    O País não pode ser refém de qualquer classe, muito menos daquela que é paga por nossos impostos e somente existe para atender as demandas da sociedade. Se invertem as posições dado à inescrupulosidade de sindicatos, armas ferrenhas dos partidos de esquerda. Devemos nos livrar de ambos; do domínio dos grupo9s de servidores e dos partidos de esquerda tal qual como são!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Flavio Teixeira

    ± 5 dias

    Uma pergunta: essa corja aí não deveria estar trabalhando? Ou estou enganado e é noite? Ou fim de semana?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos Ctba

    ± 5 dias

    A Casta esta comprometida com os politicos que eles colocaram lá para defender tudo deles e os politicos comprometidos com a casta que colocaram eles lá. Vai ser jogo duro mas, ou eles ou o Brasil

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Plinio

    ± 5 dias

    Lobistas de nenhuma espécie deveriam ser tolerados.Brasila tem maior PIB do Brasil e não tem uma chaminé.So assalto de cabide de emprego. Foram pra lá os que não gostam de trabalho com raras exceções.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      Flavio Teixeira

      ± 5 dias

      E muitos, milhares, na verdade, não conseguiram ir ainda.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FB

    ± 5 dias

    Eis a história do Brasil desde os tempos do império.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gisa

    ± 5 dias

    Pior sai só políticos ineficientes e seus comissionados com as rachadinhas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • G

      Gisa

      ± 5 dias

      Pior são os políticos ineficientes e seus comissionados com as rachadinhas.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 5 dias

    Como se ve, trabalhar é uma palavra proibida entre os "protestantes" da foto. Ganham muito e poucos retribuem a altura seus serviços a população. Como meus empregados, digo que voces nao tem o direito a ganhar duas vezes mais que seus pares na iniciativa privada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • R

      Rodrigo

      ± 5 dias

      Duas vezes? Antes fosse, ganham de 4 a 20x

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    VBSB

    ± 5 dias

    Maldito JK que criou Brasília e a capacidade ilimitada de ter funcionalismo público ineficiente e mamando no Estado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • F

      Flavio Teixeira

      ± 5 dias

      Gisa: imagina, o expediente seria à beira-mar...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • G

      Gisa

      ± 5 dias

      Se a capital tivesse permanecido no RJ seria melhor? Entendo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • G

      Gisa

      ± 5 dias

      O que tem Brasília a ver com isso? Por acaso na sua cidade não tem funcionários públicos?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Luiza

    ± 5 dias

    Funcionalismo é a escravidão dos pobres e da classe média! Escravidão!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Deco Bamba

    ± 5 dias

    O mentecapto está jogando para a platéia reacionária brasileira. Atualmente o funcionalismo não é o maior problema brasileiro. O maio problema brasileiro é cria uma agenda positiva de emprego. Criar esta agenda exige inteligência, algo que os mentecaptos do governo não sabem fazer. Fazem somente miudezas para enganar o povo. Precisamos de emprego e não de enganação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luca

    ± 5 dias

    Servidor é necessário, mas do jeito que está não tem como! Essa reforma, ainda fraca, vai começar a melhorar algumas coisas. Sem essa reforma administrativa e privatizações, não tem como fazer reforma tributária. Precisamos de um estado forte e atuante onde deve ser seu papel, regulamentação, fiscalização, justiça (segurança jurídica) e segurança (polícia).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    AGM

    ± 5 dias

    Uma casta de privilegiados num mar de remediados! Salvo raras exceções, trabalham muito pouco, ganham muito e com muitas mordomias no legislativo e judiciário. E nós que pagamos essa conta salgada por um serviço de m****!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Dimas

    ± 5 dias

    Funcionários públicos, tem tempo de fazer pressão, fazer greve, o único tempo que não tem é de trabalhar, com raras exceções

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.