Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
antonio macedo - médico - bolsonaro - cirurgia
O cirurgião Antônio Luiz Macedo, médico que acompanha o presidente Jair Bolsonaro desde 2018, descartou necessidade de nova cirurgia.| Foto: Marcello Casal Jr/Agencia Brasil
Apuração em andamento
Este conteúdo é sobre um fato que ainda está sendo apurado pela redação. Logo teremos mais informações.

O médico do presidente Jair Bolsonaro (PL), cirurgião Antônio Luiz Macedo, chegou na manhã desta terça-feira (4) a São Paulo e se encaminhou diretamente ao hospital Vila Nova Star, onde o presidente está internado após apresentar uma obstrução intestinal na madrugada de ontem.

Após avaliação inicial, foi verificado que a obstrução intestinal inicial se desfez. Com isso, Macedo descartou a necessidade de uma nova cirurgia e optou por seguir com o tratamento clínico do presidente. Macedo, responsável pela cirurgia de Bolsonaro após o atentado sofrido em 2018, interrompeu as férias nas Bahamas para retornar ao Brasil e avaliar pessoalmente a situação.

O último boletim médico divulgado nesta terça-feira (4) aponta que ainda não há previsão de alta. "O Hospital Vila Nova Star informa que o quadro de suboclusão intestinal do Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, se desfez, não havendo indicação cirúrgica. A evolução do paciente clínica e laboratorialmente segue satisfatória e será iniciada hoje uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta", diz o comunicado.

Ontem o especialista afirmou que a decisão sobre uma nova operação dependeria de novos exames clínicos. “A decisão se [Bolsonaro] vai ser operado ou não depende de um exame clínico criterioso por parte do cirurgião. Não é uma tomografia que vai dizer se vai ser operado, hemograma, PCR, nada disso. É o exame clínico adequado por parte do cirurgião", afirmou o médico.

Boletim médico divulgado na noite de segunda-feira (3) informou que Bolsonaro apresentou uma melhora clínica após ser submetido à passagem de uma sonda nasogástrica. O hospital Vila Nova Star não informa os exames aos quais Bolsonaro foi submetido, mas assegura que seu quadro clínico evoluiu e que no momento o presidente não apresenta febre ou dor abdominal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]