i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Esplanada

Cargos, Maia, pandemia: por que Bolsonaro “freou” a criação do Ministério da Segurança

  • 20/08/2020 10:02
Bolsonaro "freou" a recriação do Ministério da Segurança Pública: saiba por quê
Soldados da Polícia Militar: recriação do Ministério da Segurança atende a anseio de entidades do setor de ter mais acesso ao governo.| Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu início ao processo de recriação do Ministério da Segurança Pública, mas isso ainda vai levar tempo para ocorrer. A nova estrutura será um desmembramento do Ministério da Justiça – como era no governo de Michel Temer. A nova pasta tem até um favorito para ser ministro: o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), ex-líder do governo na Câmara. Mas assessores palacianos e aliados de Bolsonaro alegam que o principal entrave para tirar a pasta do papel, neste momento, está relacionado ao remanejamento de cargos da Esplanada dos Ministérios que farão parte da nova estrutura.

Por essa razão, o governo não estipulou uma data para que o ministério seja criado, conforme três fontes com acesso direto às negociações ouvidas pela Gazeta do Povo.

O cálculo político dentro do Planalto é que o presidente não pode enfrentar o desgaste de implantar uma nova estrutura ministerial em meio à uma pandemia do coronavírus. Tudo o que Bolsonaro não quer, neste momento, é criar novos cargos de comissão.

Agora, o Planalto busca, dentro do próprio Ministério da Justiça, quadros e cargos que possam alimentar a nova pasta. Existe também a possibilidade de o governo realocar pessoas de outros ministérios para “engordar” a estrutura da Segurança.

Além disso, há um receio dentro do governo de que, assim que Bolsonaro encaminhe uma medida provisória (MP) para criar o Ministério da Segurança, ela enfrente resistências por parte do Congresso – principalmente do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Por que Bolsonaro quer recriar o Ministério da Segurança

A recriação do Ministério da Segurança Pública tem vários objetivos. O primeiro, e mais pontual, é sinalizar à base bolsonarista que o presidente ainda mantém sua fidelidade aos seus apoiadores mais tradicionais, principalmente entre os integrantes da Frente Parlamentar da Segurança Pública, também conhecida como “bancada da bala”. Por esse motivo, Bolsonaro gostaria de ter à frente dessa estrutura o deputado Vitor Hugo.

Ao buscar Vitor Hugo como ministro, Bolsonaro contemplaria a “ala ideológica” do governo e deputados bolsonaristas extremamente fiéis como Carla Zambelli (PSL-SP), Carlos Jordy (PSL-RJ), Daniel Silveira (PSL-RJ) e Bia Kicis (PSL-DF).

Conforme assessores palacianos, ao entregar um ministério ao PSL, o presidente poderia diminuir uma resistência interna em um processo de retorno ao partido comandado por Luciano Bivar. Desde o início do governo, uma das maiores reclamações dentro do PSL era de que o presidente havia contemplado mais deputados do DEM que os de seu próprio partido na divisão da Esplanada.

Politicamente, Bolsonaro também tenta dar uma espécie de “xeque-mate” no 1.º vice-líder do governo no Senado, Izalci Lucas (PSDB-DF). Apesar de ser um dos vice-líderes do Planalto, Izalci tem feito articulações na Casa no sentido de derrubar vetos presidenciais a itens do pacote anticrime e na medida provisória da desoneração da folha de pagamento – uma pauta cara ao governo.

Izalci Lucas tem como aliado o ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), também listado como ministeriável para a nova pasta. Uma criação do Ministério da Segurança com Vitor Hugo à frente da pasta arrefeceria tanto os ânimos de Izalci quanto os de Fraga. A manobra teria como bônus, de acordo com assessores palacianos, a possibilidade de o governo reduzir críticas de que a nova estrutura atenderia ao Centrão.

De quebra, a recriação do Ministério da Segurança também seria sinalização favorável de Bolsonaro a entidades de classe da segurança pública, tais como a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e a Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF). Essas entidades reclamam da falta de interlocução com o Ministério da Justiça.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 9 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • S

    Sandra vicentin

    ± 16 horas

    E um toma lá da cá não importa o governo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      Mário Kume

      ± 17 horas

      O bom senso manda que não se crie nenhuma nova estrutura principalmente na vigencia desta catastrófica pandemia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • F

        Freitas

        ± 19 horas

        O ANJO >>> Jair Bolsonaro pediu diretamente ao procurador-geral da República, Augusto Aras, para que Frederick Wassef fosse recebido na sede da PGR no fim de 2019, para a reunião em que tratou do acordo de delação premiada da JBS. O presidente não apenas pediu a Augusto Aras para que Frederick Wassef fosse recebido, como telefonou, pessoalmente, para o procurador que se reuniu com o advogado para tratar dos interesses da JBS."

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • F

          FB

          ± 20 horas

          O veto 17 tem de ser mantido ou o Brasil já era. O Senado acabou de aprontar a maior cachorrada da história do Brasil em plena crise, a maior de nossa história, com milhões de desempregados e empresas quebrando para todos os lados. Agora 130 bilhões serão despejados para pagar prebendas para funcionário de governo, e os poucos que sobraram no setor privado com emprego nessa crise terão de pagar O CONFISCO, TIRANDO ALIMENTO DA BOCA DOS PRÓPRIOS FILHOS PARA DAR PARA GOVERNO. Absurdo total, insanidade.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • G

            Gabriel Schneider

            ± 21 horas

            Esse jogo político é nojento!

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • S

              SILVIO MACIEL ROCHA

              ± 22 horas

              Governar é isso, Guardar as condições políticas para implementar as ações desejadas ou necessárias.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • S

                Spartacus

                ± 23 horas

                Rodrigo Maia o Botafogo e Akcolumbre os dois maiores inimigos do povo brasileiro

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • C

                  Cético

                  ± 23 horas

                  "a recriação do Ministério da Segurança seria a sinalização favorável de Bolsonaro a entidades de classe da segurança pública". Eu rebato o articulista afirmando que a NÃO CRIAÇÃO do Ministério da Segurança seria a sinalização de Bolsonaro ao CIDADÃO ELEITOR, de que não jogou seu voto no lixo, de que não elegeu um fisiologista, mais um do mesmo balaio de execráveis políticos. Criar ministério para agradar o centrão? Aumentar despesas com criação/realocação de cargos em meio ao caos econômico criado pela pandemia? Isso seria mais uma prova do estelionato eleitoral do qual fomos vítimas.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • T

                    Thiago Guilherme Gilioli da Silva

                    ± 23 horas

                    TRAIDOR !!!!!

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    Fim dos comentários.