i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Novo presidente

Novo presidente do BNDES é escolhido. Quem é Gustavo Moreira Montezano?

  • PorGiorgio Dal Molin e Jéssica Sant'Ana
  • Curitiba e Brasília
  • 17/06/2019 18:58
Novo presidente do BNDES: Gustavo Montezano
Novo presidente do BNDES, Gustavo Henrique Moreira Montezano é um jovem executivo de 38 anos.| Foto: Hoana Gonçalves / ME

Paulo Guedes já escolheu o substituto de Joaquim Levy como novo presidente do BNDES: Gustavo Henrique Moreira Montezano. Mestre em Economia, Montezano já estava na equipe econômica: era secretário especial adjunto da Secretaria Especial de Desestatização e Desinvestimento.

A informação foi confirmada pelo Ministério da Economia, e o nome agora segue para o Conselho de Administração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Em nota, o ministério destacou a experiência pública e privada do executivo Gustavo Montezano, de 38 anos:

“Graduado em engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) e Mestre em Finanças pelo Ibmec, Montezano tem 17 anos de carreira no mercado financeiro”.

O nome de Montezano não estava entre os aguardados pelo mercado. Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central e atual presidente do Conselho do BNDES, Salim Mattar, secretário Especial de Desestatização, e Solange Vieira, atual superintendente da Susep (Superintendência de Seguros Privados), estavam entre os mais cotados para vaga.

Quem é o novo presidente do BNDES

Gustavo Montezano foi nomeado em fevereiro para ser secretário especial adjunto da Secretaria de Desestatização e Desinvestimentos do ministério da Economia. Ele estava logo abaixo de Salim Mattar, que estava entre os nomes cotados. O empecilho foi o fato de o banco ter participação na Localiza, a locadora de carros. A empresa foi fundada por Mattar e ele ainda tem participação na companhia, o que o impedia de assumir o cargo. A opção imediata foi, então, o secretário adjunto.

Montezano foi sócio do BGT Pactual, banco que teve entre os seus fundadores o ministro da Economia, Paulo Guedes. No BTG, Montezano era responsável pela divisão de credito corporativo e estruturados, em São Paulo. Ele também atuou como diretor-executivo da área de commodities em Londres. Antes, iniciou sua carreira como analista de Private Equity no Opportunity no Rio de Janeiro.

Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, a substituição de Joaquim Levy por Montezano aconteceu em "função do interesse público e capacidade de colocar os projetos em andamento com vistas a atingir os resultados estabelecidos anteriormente".

Ainda segundo Barros, uma das principais medidas que deverá ser implementada pelo novo presidente do banco será a devolução de recursos para o Tesouro Nacional. O governo cobra R$ 126 bilhões, fruto de empréstimos feitos durante o governo Dilma Rousseff.

O novo presidente também deverá, segundo Barros, "aumentar investimentos em infra e saneamento, ajudar a restruturar, 'abrir a caixa-preta do passado', apontando para onde foram investidos em Cuba e na Venezuela, por exemplo".

Apesar de não ter sido tão cogitado pelas apostas do mercado financeiro, Montezano tem a confiança não apenas do ministro da Economia, Paulo Guedes, mas também de seu agora seu ex-chefe, Salim Mattar.

Saída de Levy

Com a nomeação do novo presidente do BNDES, Gustavo Montezano, o ministério da Economia tenta dar uma resposta rápida ao mercado e evitar a abertura de uma crise com a demissão de demissão de Joaquim Levy do comando do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ocorrida no último final de semana.

A saída de Levy teve como justificativa oficial uma nomeação realizada pelo ex-presidente da instituição. Levy escolheu o advogado Marcos Barbosa Pinto. O jurista trabalhou no banco durante os governos do PT, para uma das diretorias do BNDES, o que deixou Bolsonaro irritado. “Já estou por aqui com o Levy”, disse o presidente no sábado. No domingo, Levy pediu demissão do cargo.

Contudo, essa não foi a única justificativa para a saída. Houve ainda a promessa de devassa em empréstimos do BNDES, a menor devolução do que o previsto de recursos para o tesouro e a venda de participações do banco de desenvolvimento.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 5 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • E

    Eden Lopes Feldman

    ± 6 dias

    Agora parece que tem alguém que coaduna com as idéias liberais da equipe econômica. Isto é o fundamental. Principalmente para desmontar no BNDES aquilo que o PT construiu para destruir.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Celito Medeiros

    ± 6 dias

    Quer me parecer que esta esta indicação não for confiável, então estariam errando mais do que acertando. Mas desta vez vai, jovem, dinâmico, com experiência e capacidade técnica, desejo bom trabalho!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cesar Cusatis

    ± 7 dias

    Terceiro cargo importante vai para formado no ITA militar

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JOAO PYPCAK FILHO

    ± 7 dias

    Indicado por Flavio Bolsonaro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CARLOS RF

    ± 7 dias

    Sangue novo. Parabéns!!!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]