i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Serviço

O que explica o novo caos sanitário em Manaus | Entenda em 1 Minuto

    • Por Gazeta do Povo
  • 18/01/2021 16:25

As imagens e os relatos vindos de Manaus nos últimos dias chocaram o Brasil e o Mundo. A falta de oxigênio em hospitais agrava uma situação que já era de caos sanitário na capital do Amazonas, que sofre mais uma vez com o alto número de casos de Covid-19.

Mas o que explica esse cenário quase apocalíptico no norte do Brasil?

Caos sanitário em Manaus: o que aconteceu?

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que Manaus encara um colapso no sistema de saúde por causa do coronavírus. Em abril de 2020, ainda no início da pandemia, a cidade foi uma das primeiras capitais a chegar ao limite por causa do alto número de casos.

E menos de um ano depois, temos esse Dejà-vu ainda pior. Mas a situação não tem nada de má sorte ou falta de previsibilidade. De acordo com especialistas, essa era uma tragédia anunciada.

Quando o número de infectados começou a diminuir depois do primeiro colapso, muito se falou sobre Manaus ter atingido a imunidade de rebanho, com direito até mesmo a artigo científico afirmando isso.

Só que mesmo com boa parte dos pesquisadores dizendo que as coisas não eram bem assim, essa ideia se popularizou e isso contribuiu para um relaxamento das medidas de proteção. 

O resultado foi que, desde agosto, o número de casos voltou a subir. E quando o governo estadual decretou um lockdown para tentar frear novas contaminações, a própria população pressionou para que a restrição fosse retirada.

Além disso, uma nova cepa do coronavírus foi identificada na região para piorar esse cenário todo. A nova variante ainda está sendo estudada, mas há indícios que mostram que ela é mais transmissível que a anterior.

Para tentar solucionar o problema, o governo federal enviou mais de 380 cilindros de oxigênio para hospitais de Manaus. O governo da Venezuela informou que também vai ajudar.

Além disso, pacientes estão sendo transferidos para outros estados em aviões da FAB, inclusive bebês recém-nascidos.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.