Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Divulgação
| Foto: Divulgação

Duas instituições norte-americanas, a clínica Mayo e o Parrish Medical Center, estão desenvolvendo um projeto-piloto que promete ser o futuro dos tratamentos emergenciais. Um robô conecta especialistas em acidente vascular cerebral (AVC) das duas instituições e fica o tempo todo ao lado da cama de pacientes que tiveram a complicação, fornecendo informações vitais para avaliação e diagnósticos rápidos. O robô pode falar, observar e se mover pelo quarto. Além disso, ele ministra o medicamentos ao perceber as necessidades causadas por alterações corporais. A expectativa dos médicos é diminuir as mortes corrigindo rapidamente as complicações que afetam o paciente em casos como o AVC. Por enquanto, não há estimativa de quando essa tecnologia chegará a outros países.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]