Como a Boeing prevê a aviação nos próximos 20 anos

Economia

A Boeing divulgou suas previsões para o mercado da aviação comercial para os próximos 20 anos. Confira os principais pontos destacados pela fabricante americana.

Para a Boeing, a frota mundial (incluindo aviões dos concorrentes) deve crescer 4% ao ano, em média, até 2040.

Para atender esse crescimento, 43.610 aviões comerciais novos serão entregues às companhias aéreas entre 2021 e 2040.

A maioria deles (32.660) será da categoria de corredor único, como o Boeing 737 MAX e Airbus A320neo.

Entre os widebodies, que são as aeronaves maiores, a previsão é de 7.670 entregas até 2040.

Para a aviação regional, especialidade da Embraer, a previsão é de 2.390 novas aeronaves.

Só a China deve receber 8.700 aviões novos até 2040. Isso significa que o país vai investir cerca de US$ 1,8 trilhão no período.

A América Latina deve responder por 2.530 entregas de aviões, em um total de US$ 535 bilhões.

No segmento de cargas, a expectativa da Boeing é que o mercado precise de 890 novos aviões.

Créditos

Imagens: Unsplash.

Montagem: Gustavo Ribeiro.