Como o 5G pode elevar o PIB e que setores mais ganham

Economia

O PIB brasileiro pode registrar incremento de US$ 1,2 trilhão até 2035 com a implantação do 5G no país. Os dados vêm de uma estimativa da consultoria especializada Omdia, em estudo encomendado pela Nokia.

O valor equivale a cerca de R$ 6,5 trilhões, o que representa quase 90% do PIB brasileiro em 2020.

Segundo o estudo, esse ganho vem do aumento da produtividade com o 5G, queda nos custos e surgimento de novos modelos de negócios.

Isso porque o uso do 5G para o usuário comum não terá grande avanço. O que muda para valer é o 5G nos setores produtivos, no avanço da conexão entre dispositivos.

O agronegócio, por exemplo, deve se beneficiar com maior precisão no controle de solo, monitoramento de rebanhos, controle de pragas e estimativas de safra e produção.

O 5G também pode ser uma importante ferramenta para o avanço na saúde e na educação, com telemedicina e ensino à distância.

Sem contar o avanço da automação nas linhas de produção da indústria, com emprego de inteligência artificial e "machine learning".

Mais para frente, o 5G poderá ser um dos fatores para tornar realidade a efetiva chegada dos carros autônomos ao Brasil.

Créditos

Apuração: Cristina Seciuk.

Imagens: Isac Nóbrega/PR, Divulgação/Anatel, Pixabay e Unsplash.

Montagem: Gustavo Ribeiro.