Pilotos e comissários vão entrar em greve. E agora?

Aviação

Pilotos de avião e comissários de voo vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir do primeiro minuto do dia 29 de novembro.

A greve foi aprovada em votação realizada pelos associados do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) no dia 24 de novembro.

A cada dia de greve, 50% dos trabalhadores ficarão paralisados. No dia seguinte os 50% que trabalharam, entram em greve. E assim continua, dia após dia.

A greve deve afetar os voos das companhias aéreas Azul, Gol, ITA, Latam, Latam Cargo e Voepass.

Por enquanto as companhias aéreas não informaram como deverá ser a programação dos voos a partir de 29 de novembro.

Os aeronautas, categoria que reúne pilotos e comissários, reivindicam reajuste salarial com reposição das perdas inflacionárias dos últimos dois anos, já que não houve aumento em 2020.

O Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) não quer reajustar os salários. Propõe apenas aumentar, de forma escalonada, os benefícios.

As empresas justificam que tiveram perdas bilionárias em 2020 e 2021, por causa dos impactos da pandemia de Covid-19. A proposta delas, porém, foi rejeitada pelos funcionários.

Créditos

Imagens: Pixabay, Unsplash, Divulgação/RIO Galeão, Pexels.

Montagem: Gustavo Ribeiro.