Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Tecnologia
  3. Entra no ar no Paraná sinal digital da RPC-TV

Tevê digital

Entra no ar no Paraná sinal digital da RPC-TV

Ministro das Comunicações, Hélio Costa, assinou o termo de concessão do novo serviço e acionou um botão virtual do novo transmissor digital da RPC

  • Gladson Angeli, com informações de Alexandre Costa Nascimento - Gazeta do Povo
  • Atualizado em às
Entenda como funciona a recepção do sinal digital |
Entenda como funciona a recepção do sinal digital
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Entra no ar no Paraná sinal digital da RPC-TV

A RPC-TV Digital começou sua transmissão oficial as 20h25 desta quarta-feira (22) para Curitiba e partes das cidades da região metropolitana. O termo de concessão do sinal digital foi assinado durante à tarde pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa. A capital paranaense passa a ser a quinta capital brasileira e a primeira do Sul do país, onde está disponível o sinal da tevê digital.

Quem possui antena UHF e o conversor já pode captar a transmissão pelo canal 41 na freqüência UHF. A RPC-TV Digital vai oferecer imagens em HDTV (High-definition television). O primeiro programa que foi transmitido em alta definição foi o capítulo desta quarta-feira da novela “A Favorita”, às 21 horas. A tecnologia estreou no país em dezembro do ano passado, primeiro em São Paulo e depois no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Goiânia.

A cerimônia que marcou o começo das transmissões digitais no Paraná aconteceu na sede da Rede Paranaense de Comunicação (RPC), no bairro Mercês. Durante a solenidade, o diretor-geral da RPC-TV, Luis Cláudio Vieira, lembrou que o lançamento é resultado de mais de dois anos de trabalho intenso de engenheiros da empresa que trabalharam em parceria com técnicos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e da Rede Globo.

Vieira fez questão de elogiar o projeto do Sistema Brasileiro de Televisão Digital, que segundo ele, privilegia acima de tudo o telespectador. “A partir de agora estaremos oferecendo uma nova tecnologia, com melhor imagem, mobilidade e muito em breve interatividade, e com um importante detalhe: de graça”, disse.

Salto tecnológico

O vice-presidente da RPC, Guilherme Cunha Pereira, destacou que a tevê digital é, além de um salto tecnológico, um novo recurso poderoso de integração entre as pessoas, de ampliação do acesso a cultura e que vai oferecer mais serviço, informação e entretenimento aos paranaenses. “Ao oferecer acesso ao novo horizonte digital, pomos em comum o que há de mais moderno e inovador, uma plataforma que vai viabilizar um novo espaço apto a ajudar na construção de uma sociedade mais vigorosa e bem estruturada”, disse.

Para o início da nova fase da televisão no Paraná, a RPC-TV investiu em equipamentos, adquiriu um novo transmissor e reforçou a estrutura da torre de transmissão para receber mais uma antena. Desde 2005, as imagens captadas pelas câmeras da emissora já são processadas de forma digital. A edição é feita em computador e não mais no sistema analógico. A estimativa é que nos próximos três anos, o sinal digital chegue no interior e no litoral do estado.

Estiveram presentes os ministros das Comunicações Hélio Costa e do Planejamento Paulo Bernardo; o presidente das Organizações Globo, Roberto Irineu Marinho; o vice-governador do Paraná, Orlando Pessuti; o prefeito de Curitiba, Beto Richa; o diretor-geral da RPC-TV, Luiz Cláudio Vieira; e os vice-presidentes da RPC, Guilherme Cunha Pereira, Ana Amélia Filizola e Mariano Lemanski.

Vantagens

Além da imagem mais bonita, a recepção digital elimina chuviscos e imperfeições. Se o sinal digital da RPC chega a uma residência, os telespectadores poderão assistir aos programas com imagem de cinema. A explicação é simples: como a imagem é transmitida em blocos de informação digital, quando o televisor os recebe, os decodifica e apresenta cores e contornos sempre idênticos aos originais, sem interferência.

Outras vantagens são: a alta definição, interatividade e mobilidade. A alta definição significa maior resolução de imagem e mais canais de áudio; a interatividade significa que o espectador poderá interagir com a programação; e a mobilidade significa poder levar isso para qualquer lugar, com uma tevê portátil ou um telefone celular, por exemplo.

Em princípio, três programas passarão a ser transmitidos 100% em alta definição: A Favorita (de segunda a sábado às 21 horas), o seriado A Grande Família (quintas-feiras, às 21 horas) e o noticioso Globo Repórter (sextas-feiras, às 22h20). Além deles, alguns jogos do Campeonato Brasileiro de Futebol também serão gerados e transmitidos em HDTV. Alguns filmes também devem ir ao ar com a nova tecnologia. Em termos de produção local, a RPC pretende gravar nas próximas semanas quadros para os “Causos e Causos”, que vão ao ar aos domingos na Revista RPC.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE