Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Divulgação
| Foto: Divulgação

A professora de Artes Edina Telma Ribeiro já passou por instituições de ensino de diferentes municípios, entre eles, Agudos do Sul e Piên. Hoje, ministra aulas na Escola Professora Leovanil Camargo, localizada em Tijucas do Sul e apadrinhada pelo Hotel La Dolce Vita.

Apesar do trabalho nas diversas localidades, as experiências em sala de aula revelam um ponto em comum: o uso do jornal. “Sempre participei das oficinas presenciais do Ler e Pensar em todos os municípios e adoro os cursos a distância oferecidos”, conta ela.

O conhecimento certamente faz a diferença. Ano passado, Edina mobilizou uma centena de alunos ao envolver quatro turmas do 5º ano dos períodos da manhã e tarde na criação de um telejornal apresentado pelas próprias crianças. “Por três meses, lemos as notícias todos os dias e selecionamos as que mais chamavam atenção dos alunos. O roteiro foi criado e as funções de repórteres, apresentadores e entrevistados divididas entre eles”, diz.

Todos participaram e, após alguns ensaios, as apresentações foram filmadas. “Quando assistiram, foi gratificante ver a alegria deles. Se sentiram valorizados, confiantes, sem falar em todo o desenvolvimento da oralidade, expressão vocal e corporal”, lembra Edina.

Compreender para transformar

Em 2015, atenta às notícias que ocuparam boa parte dos noticiários, em especial no início do ano, o foco de trabalho voltou-se à economia de água. “Estamos mobilizados para reduzir o consumo e acabar com o desperdício na escola.” Para propor atividades culturais relacionadas aos temas, envolvendo música e dança, por exemplo, a professora acredita ser importante que as crianças compreendam a informação de maneira geral para, então, agir sobre o problema.

Sobre as vantagens de trabalhar com a Gazeta, ela é direta. “Gosto muito porque sempre tem novidade. Quando abrimos as páginas, abrimos um mundo de informações e, com isso, permitimos que os alunos estejam sempre informados e em contato com a atualidade.”Atualmente, os 420 alunos do 1º ao 5º anos trabalham o jornal, orientados por dez professores de diferentes disciplinas. “Por meio das notícias, trabalhamos diferentes disciplinas. Além de incentivar a leitura e o protagonismo, o jornal auxilia os professores em suas práticas pedagógicas”, conclui a diretora, Maria Joana de Lima Camargo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]