Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Viagem

Alto fluxo de veículos nas estradas vai exigir paciência redobrada

Gisele Eberspächer, especial para Gazeta do Povo

Quem vai viajar de carro nesse fim de ano também deve se preparar para encontrar bastante movimento nas estradas. A Ecovia, responsável pelo trecho Curitiba-Litoral da BR-277, espera uma circulação de 187 mil veículos nos dois sentidos da rodovia entre hoje e a próxima quinta-feira, sendo que 58% deve descer a serra. Uma recomendação é evitar o horário entre 10 e 11 horas, que deve registrar picos de movimento.

Já a Rodonorte, que liga Curitiba ao interior do estado, estima um total de 715 mil veículos no período entre Natal e Ano Novo, sendo 134 mil apenas entre hoje e amanhã. O movimento mais intenso na BR-277/376 deve acontecer hoje, entre 18 e 21 horas. A Autopista Planalto Sul, responsável pelo trecho entre Curitiba e Santa Catarina, via BR-116, prevê um fluxo de 240 mil veículos entre amanhã e a próxima quarta-feira. Já a Litoral Sul, que cobre a BR-376/101 entre a capital e o litoral de Santa Catarina, espera um movimento de 51 mil veículos por dia entre amanhã e 5 de janeiro.

Trechos mais perigosos das rodovias do Brasil estão com fiscalização reforçada. Policiais rodoviários federais e estaduais, e agentes municipais de trânsito deram início à Operação Rodovida, uma ação integrada para reduzir acidentes graves no país. A primeira etapa da ação, lançada ontem, vai até 31 de janeiro. A segunda fase, no período do carnaval, está programada para o período entre 21 de fevereiro e 9 de março.

O governo avalia que a operação, que está na terceira edição, já teve um papel importante para redução do número de acidentes graves no período das festas de fim de ano e no carnaval. No primeiro ano da iniciativa, Natal e Ano Novo de 2010-2011, foram registradas 13,5 mortes por milhão de veículos. Na mais recente, o índice caiu para 10,2 mortes por milhão de veículos.

A operação deverá contar com 1,3 mil policiais rodoviários que trabalharão diariamente na fiscalização. Outros 7,5 mil exercerão atividades no transcorrer da operação. O investimento estimado é de R$ 1,5 milhão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]