i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

Adolescente que teve uma faca deixada por médico no abdome está em estado grave

  • PorGazeta do Povo Online, com informações de Marcos Paulo de Maria - Gazeta do Povo
  • 06/11/2007 18:00

O adolescente Wagner Hernandes da Silva Gomes, 16 anos, permanecia internado nesta terça-feira (6) na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Evangélico, em Curitiba, em estado grave. O rapaz foi esfaqueado na sexta-feira (2), em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana da capital. No dia do crime, Gomes foi atendido no Pronto-Atendimento (PA) da cidade e o médico suturou o ferimento com a lâmina da faca com a qual o rapaz foi golpeado ainda dentro da barriga do paciente.

A lamina só foi retirada em uma cirurgia realizada durante a noite de sábado (3) no Hospital Evangélico. No dia da agressão, Gomes foi atendido no Pronto-Atendimento de Fazenda Rio Grande pelo médico Adenor Israel de Oliveira. O diretor-geral do hospital, Gabriel Aquino, comentou o caso por meio de uma nota oficial. O texto afirma que "o médico explorou a ferida e após exame clínico minucioso concluiu que o paciente encontrava-se estável e, portanto, fora de risco".

Gomes foi liberado na noite de sexta, mas no dia seguinte pela manhã, sentindo fortes dores, retornou ao Pronto Atendimento. Conforme a nota, "exames complementares comprovaram a existência da lâmina da arma branca (sem o cabo) dentro do abdome". Além de plantonista, Oliveira atende no setor de pediatria do Evangélico. "Ele é um profissional experiente, muito requisitado e tem acompanhado o atendimento ao rapaz no Evangélico", disse Aquino.

O diretor afirmou que não acredita em falha de atendimento e o médico não será penalizado. "Acredito que para julgar isso, somente o CRM (Conselho Regional de Medicina), se houvesse uma queixa crime. Mas foi feito o procedimento todo certinho".

A família de Gomes estava revoltada com atendimento prestado ao adolescente e disse que pretender processar o hospital.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.