i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

Adolescentes de 14 anos são espancadas na saída da escola

Vítimas dizem não conhecer agressoras, que não estudavam no mesmo colégio. Só em 2010, a Delegacia do Adolescente já registrou 550 casos de agressão

  • PorGazeta do Povo
  • 18/06/2010 17:14

Adolescentes de 14 anos foram espancadas na saída da escola em Curitiba

Duas alunas de 14 anos de uma escola estadual do Alto Boqueirão, em Curitiba, foram duramente agredidas na saída da aula. As meninas alegam não conhecer as agressoras, que não estudam na escola. O único comentário que dá uma pista sobre a motivação do crime foi ouvido por elas enquanto eram espancadas. De acordo com uma das vítimas, as agressoras falaram que queriam acabar com o "rostinho lindo" das garotas. De acordo com o telejornal ParanáTV 2ª Edição, da RPCTV, só neste ano a delegacia do adolescente de Curitiba registrou 550 casos de brigas na escola.

As mães das alunas espancadas estão preocupadas não apenas com a violência física sofrida pelas filhas, mas também porque a briga foi filmada e o vídeo foi parar na internet. Outros pais de alunos do mesmo colégio estão apavorados. Alguns já proibiram os filhos de frequentarem a escola e há quem cogite, inclusive, pedir a transferência para outro colégio.

O vídeo da briga já foi retirado da internet a pedido da polícia. Em caso de condenação, os adolescentes envolvidos na confusão podem ser punidos com uma internação em um Centro de Socio-educação, para jovens em conflito com a lei. Já os pais podem ser condenados a pagar os danos materiais e morais às vítimas da violência.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.