i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Voo 447

Air France é condenada a pagar R$ 2 milhões a família de vítima

  • PorFolhapress
  • 11/03/2010 21:06

São Paulo - A Air France foi condenada a pagar mais de R$ 2 milhões à família da procuradora do Estado do Rio Marcelle Valpaços Fonseca Lima, morta no acidente do voo 447, que caiu no oceano Atlântico em maio do ano passado. A decisão do juiz Mauro Nicolau Jú­­nior, da 48.ª Vara Cível do Rio, é de ontem, mas ainda cabe recurso. O avião, que fazia a rota Rio-Paris, caiu a cerca de 1,5 mil km de Recife, matando as 228 pessoas a bordo.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, o valor da indenização engloba ainda uma pensão mensal aos pais da vítima por 540 meses, mais indenização por danos morais no valor de R$ 510 mil para os dois irmãos e para os pais da vítima.

"Relevante salientar que a perda de filha e irmã em pleno início de idade adulta, quando a família teria oportunidade de ver e acompanhar o desabrochar de uma nova família e carreira, representa perda irreparável", disse Lima na decisão.

Ao todo, foram resgatados 50 corpos do oceano, sendo que 20 – 12 homens e oito mulheres – eram de brasileiros. O corpo de Marcelle não foi localizado.

"Não fossem suficientes as circunstâncias trágicas em que os fatos ocorreram, a dor dos familiares ainda mais se revela pela impossibilidade de chorar, velar e sepultar seu ente querido mantendo aberta uma ferida para todo o resto de suas vidas" concluiu o juiz.

As caixas-pretas com os registros de voo continuam desaparecidas, e apenas pequenas partes dos destroços do Airbus A330 foram encontradas. A reportagem ainda não conseguiu contato com Air France para comentar a decisão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.