Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Após incidente, Luciano Huck e Angélica passam por exames em SP

susto

Após incidente, Luciano Huck e Angélica passam por exames em SP

A aeronave em que estavam o casal, os filhos e as duas babás, além de piloto e copiloto, fez um pouso forçado no Mato Grosso do Sul na manhã de domingo (24)

  • São paulo
  • Folhapress
Um dos feridos no incidente é retirado do avião | Cleber Gellio/Midiamax
Um dos feridos no incidente é retirado do avião Cleber Gellio/Midiamax
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Os apresentadores Luciano Huck e Angélica, os três filhos e duas babás chegaram ao Hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo, por volta das 22h40 deste domingo (24). Eles vieram em dois aviões de Campo Grande (MS) e pousaram no aeroporto de Congonhas, de onde foram em duas ambulâncias para o hospital.

A aeronave em que estavam o casal, os filhos e as duas babás, além de piloto e copiloto, fez um pouso forçado no Mato Grosso do Sul na manhã de domingo (24). Eles foram socorridos e levados para a Santa Casa de Campo Grande, passaram por exames e, por volta das 19 horas, deixaram a unidade e embarcaram para São Paulo.

Segundo a GloboNews, eles já passaram por uma avaliação médica e serão submetidos a exames mais detalhados durante a madrugada. Uma equipe médica completa, inclusive com pediatras, teria sido destacada para atender a família e as babás. Ainda de acordo com a emissora, todos estão bem.

A assessoria de imprensa do hospital não confirma as informações. Diz apenas que o casal, os filhos e as babás estão no Albert Einstein.

Ainda não há informações sobre a divulgação de um boletim médico.

Segundo a assessoria de imprensa da Aeronáutica, o avião modelo Embraer 820C apresentou uma pane no motor.

A aeronave havia decolado de uma estância turística do Pantanal, em Miranda (MS), com previsão de pousar no aeroporto de Campo Grande.

Huck e os filhos viajaram para o Pantanal para acompanhar uma série de gravações de Angélica para o programa semanal Estrelas, da Rede Globo.

Falha em avião de Huck e Angélica pode ter sido causada até por combustível sujo

Estadão Conteúdo

O ágil e elegante Emb-820C foi um sucesso na linha dos modelos de pequeno porte da Embraer, apresentada nos anos 1970. Embora a produção tenha sido encerrada há cerca de 15 anos, dezenas desses robustos bimotores ainda voam no País. O avião que transportava os apresentadores Luciano Huck e Angélica e mais sete pessoas estava certificado para operar até 2019 - isso indica que passou por uma revisão de linha, um tipo aprofundado de manutenção.

A provável pane no sistema de abastecimento é incomum, mas não é rara.

Pode acontecer por fadiga do componente, falha de operação das bombas e até por causa de sujeira no combustível. O piloto Osmar Frattini Vaz foi hábil ao optar pelo pouso de emergência em um pasto, e não sobre uma estrada. Com o trem de pouso recolhido, Vaz reduziu o atrito da fuselagem com o solo deslizando sobre o capim alto - na rodovia, o abrasão seria maior, provocaria fagulhas, talvez fogo. No domingo, 24, à noite os danos à aeronave eram definidos como pequenos.

A série 820C, de dois motores, tem capacidade para transportar de 6 a 8 passageiros à velocidade de 350 km/hora, no teto de 5 mil metros. O peso máximo na decolagem não deve exceder 3.100 quilos. Preço médio da aeronave: US$ 380 mil.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE