O secretário municipal de Desenvolvimento Social do Rio de Janeiro, Adilson Pires, disse que equipes de assistentes sociais irão visitar as famílias dos menores recolhidos durante a Operação Verão no fim de semana. O objetivo é fazer uma ficha social de cada uma das 22 crianças com menos de 12 anos que estavam indo para a praia desacompanhadas. O levantamento, segundo Adilson Pires, vai ajudar também a mostrar se há casos de reincidência em operações futuras.

“Até o final da noite de domingo os pais das crianças não tinham aparecido. Foram todos encaminhados para as nossas unidades. É comum que as mães só apareçam no dia seguinte. Vamos visitar as casas da crianças para saber qual a situação familiar, se recebem bolsa família, se os pais estão desempregados. Enfim, queremos saber o que o poder público pode atuar”, disse o secretário.

Rio recolhe pelo menos 38 adolescentes em operação antiarrastão

O primeiro final de semana da chamada Operação Verão, que visa combater arrastões nas praias da zona sul do Rio e encaminhar menores de idade em condição vulnerável para abrigos, transcorreu sem tumultos nas areias.Pelo menos 38 menores de até 17 anos, segundo a Polícia Militar, foram retirados de ônibus que ligam a zona norte à zona sul - sendo 12

Leia a matéria completa

Adilson Pires fez um balanço positivo da atuação em conjunto com a Polícia Militar e outros órgãos. A Secretaria atuou com 60 profissionais em vários pontos da cidade. Assistentes sociais não ficaram nos pontos de bloqueio montados pela PM, mas ficaram nas proximidades.

“Achamos melhor não misturar o trabalho social com o policial. Os assistentes sociais ficam nas proximidades dos pontos de bloqueio e eram acionados quando necessário. Os menores precisam ter confiança nos profissionais para abrirem o coração”, explicou Adilson Pires. “Vamos manter a mesma estrutura nos próximos fins de semana. O bom resultado mostrou como é importante fazer uma atuação integrada de vários órgãos. O que também ajudou foi a grande divulgação, o que fez com que delinquentes desistissem de ir à praia para se misturar aos banhistas.”

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]