i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Transporte coletivo

Atraso em pagamentos terá multa diária de R$ 1 milhão

  • PorAntonio Senkovski
  • 28/02/2015 03:00
Urbs terá de apresentar solução para aumentar o conforto nas  estações-tubo. | Daniel Castellano/Gazeta do Povo
Urbs terá de apresentar solução para aumentar o conforto nas estações-tubo.| Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

Finanças

Urbs, Setransp e Comec vão se reunir de segunda-feira (2) a quarta-feira (4) para discutir uma saída para as contas da Rede Integrada de Transporte.

O Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) passará a ser multado em R$ 1 milhão por dia de atraso no pagamento de obrigações trabalhistas. A decisão foi comunicada ontem pela desembargadora Ana Carolina Zaina, que presidiu a audiência de negociação salarial da data-base de motoristas e cobradores (que ocorre em fevereiro) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em Curitiba.

Na decisão, a desembargadora acata um pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT), que pediu a aplicação da multa no caso de inadimplência quanto ao pagamento dos salários. O atraso no pagamento do adiantamento quinzenal dos trabalhadores desencadeou a paralisação no transporte público da capital e região metropolitana no fim de janeiro.

Reajuste

Durante a audiência de ontem no TRT, os patrões apresentaram uma proposta de reajuste salarial de 7,13%. Representada pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), a categoria pede um aumento de 12,8%. Mesmo assim, uma assembleia dos trabalhadores será realizada na quarta-feira (4) para saber se eles aceitam ou não a proposta, mais de 5 pontos porcentuais abaixo do reivindicado. Na quinta-feira (5), ocorrerá uma nova audiência no TRT, a partir das 14 horas.

Estações-tubo

A desembargadora também determinou à Urbs que, na audiência de quinta-feira, seja apresentada uma solução para a adaptação de estações-tubo. Trabalhadores reclamam que não há conforto térmico e que o local não possui banheiros para os cobradores usarem durante seus turnos de trabalho. A solução para estes problemas foi outro pedido do MPT.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.