Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A avó do goleiro Bruno, Estela de Souza, afirmou, nesta quarta-feira (6), que o advogado Ércio Quaresma está ameaçando o goleiro e fazendo pressão para permanecer como defensor de Bruno. Segundo Estela, Quaresma disse que vai matar a família de Bruno caso deixe o caso.

"Ele trocou de advogado, mas na hora que ele vai trocar, o Quaresma ameaça ele. Fala que vai matar a família aqui fora," disse a avó do goleiro.

O advogado Ércio Quaresma explicou que os problemas estão ocorrendo por causa da falta dinheiro. Segundo ele, não há mais recursos do goleiro para repassar a família.

"Estão infernizando a vida de uma senhora de 75 anos de idade por causa de dinheiro. Esse pessoal ta achando que eu to comendo o dinheiro dele. Na hora que eles acharem o dinheiro dele, eu vou lé para gerir. O que a família está tendo aqui é absoluta irresignação com a secura de dinheiro que eu estou fazendo chegar lá, por que não há recursos a chegar lá, " argumentou Quaresma.

Nesta quarta-feira (6), A juíza Lucimeire Rocha ouviu, no fórum de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, cinco testemunhas que prestam esclarecimentos sobre o desaparecimento de Eliza Samudio.

De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a magistrada iria ouvir o depoimento de 21 pessoas, mas dispensou 16 delas. Os depoimentos começaram às 11h.

Bruno; o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão; o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola; Sérgio Rosa Sales e Elenilson Vitor da Silva chegaram ao Fórum em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, às 10h desta quarta-feira (6). A mulher de Bruno, Dayanne de Souza, e a noiva dele, Fernanda de Castro, chegaram ao fórum por volta das 10h40. As duas estão presas na mesma penitenciária, em Belo Horizonte.

Entenda o caso

O goleiro Bruno é réu no processo que investiga a morte de Eliza Samudio. A Justiça de Minas Gerais aceitou a denúncia do Ministério Público contra Bruno e outros oito envolvidos no desaparecimento e morte de Eliza. Fernanda Gomes de Castro, namorada de Bruno, foi presa em Minas Gerais.

O goleiro; Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Sérgio Rosa Sales; Dayanne Souza; Elenilson Vítor da Silva; Flávio Caetano; Wemerson Marques; e Fernanda Gomes de Castro vão responder na Justiça por homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor. Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, é o único que responderá por dois crimes. Bola foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Todos os acusados negam o crime. As penas podem ultrapassar 30 anos.

A pedido do Ministério Público, a Justiça decretou a prisão preventiva de todos os acusados. Com essa medida, eles devem permanecer na cadeia até o fim do julgamento. Em 2009, Eliza teve um relacionamento com o goleiro Bruno, engravidou e afirmou que o pai de seu filho é o atleta. O bebê nasceu no início de 2010 e, agora, está com a mãe da jovem, em Mato Grosso do Sul.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]