• Carregando...
 | Hugo Harada/Gazeta do Povo
| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

O edifício histórico Belvedere (foto), na Praça João Cândido, em Curitiba, voltou a ter uma fachada digna de cartão postal ontem. O local estava completamente desfigurado, com portas e janelas arrombadas. O prédio era frequentado apenas por usuários de drogas, que usavam a estrutura como "banheiro". A mudança na fachada ocorreu porque ao menos três pessoas, em uma Kombi com a logo de um projeto chamado "Mãos Amigas", foram vistas pintando a parte de fora da edificação. O ponto que era tomado por pichações voltou a ter como destaque a cor azul, como antigamente. Se antes era possível entrar no prédio livremente e perceber que a degradação tomava conta do local, agora as portas e janelas foram encontradas trancadas com cadeados.

A história foi compartilhada em um perfil no Facebook, em uma foto na qual é possível ver dois homens em um cavalete enquanto a pintura está em andamento. Quase 100 pessoas curtiram a postagem e várias delas fizeram elogios à iniciativa em comentários.

Um ato está marcado para às 10 horas deste domingo, em frente ao prédio, para reivindicar mais atenção ao local pelo poder público.

No Belvedere funcionou por dois anos o Centro Pop Rua, que dava apoio à população de rua. Desde junho, no entanto, o prédio ficou vazio. Recentemente, foi transferido para a Academia Paranaense de Letras.

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]