i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Crise aérea

Bernardo negocia com Aeronáutica

  • Por
  • 07/04/2007 19:43

Brasília – O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, vai se reunir com o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, no início da próxima semana, na tentativa de encontrar soluções definitivas para a crise do setor aéreo. A ordem do Planalto é deixar que o Comando da Aeronáutica assuma a negociação para investir mais na infra-estrutura aeroportuária e nos salários dos controladores militares de vôo. O Planejamento não negociará com controladores fazendo apenas a ponte para que os militares achem as soluções.

Na sexta-feira da semana passada, Paulo Bernardo foi convocado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para administrar o motim dos controladores militares, que cruzaram os braços e provocaram o apagão aéreo. O ministro do Planejamento acabou se tornando, sem querer, pivô de uma crise militar.

Inconformados com a indisciplina dos sargentos controladores, oficiais da Aeronáutica protestaram contra a quebra de hierarquia e o brigadeiro Saito retomou o comando da crise, reservando ao ministro do Planejamento papel coadjuvante na elaboração de um novo plano para o setor. "O presidente Lula entregou ao brigadeiro Saito o comando desta questão e nós vamos conversar para saber como ele quer conduzir o problema", explica Paulo Bernardo ao confirmar a reunião.

O próprio ministro comunicou aos controladores que estava saindo de cena, depois de ter negociado para evitar a prisão dos sargentos que pararam as decolagens no país por três horas. Também tratou de deixar claro ao brigadeiro que, se estivesse no comando da Aeronáutica, não teria dúvida em prender os amotinados. "Estou à disposição, e vou ajudar", disse Paulo Bernardo ao comandante Saito.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.