i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Perigo

Bombeiros buscam desaparecidos no mar e em rio paranaense

  • PorCélio Yano e Gisele Rossi
  • 08/12/2008 12:35

Fim de semana foi com afogamentos no estado

Três pessoas estão desaparecidas e uma já morreu afogada no Paraná, no último final de semana. Desde a sexta-feira (5), está desaparecido no litoral paranaense o estudante Jeferson Alexandre Buche, 17 anos, de Rio Bonito do Iguaçu, Oeste do Estado. E na região Noroeste, um casal está desaparecido no Rio Paraná desde a tarde de domingo (7). Também foi na região Oeste que foi registrada uma morte por afogamento.

Desaparecidos

O estudante Jeferson Buche desapareceu por volta das 12 horas de sexta-feira (5), na praia de Ipanema, na altura da rua principal, no litoral do Paraná. Ele estava em excursão com colegas de sua escola quando desapareceu. Conforme informações do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Pontal do Paraná, o estudante estava com outros dois colegas na água quando despareceu. Eles teriam pisado em um buraco e Jeferson não teria conseguido voltar. Desde a sexta-feira o Corpo de Bombeiros de todo o litoral tem realizado os trabalhos de busca pelo rapaz, por terra e por água, por enquanto sem sucesso.

No município de São Jorge do Patrocínio, na região Noroeste, dois bombeiros realizam buscas para encontrar os corpos de João Francisco da Cruz Filho, de 24 anos, e Claudenice de Carvalho, de 21, que estão desaparecidos no Rio Paraná desde a tarde de domingo (7). De acordo com a Polícia Militar (PM) do município, que foi avisada da ocorrência por volta das 14h40 de domingo e repassou o chamado para o Corpo de Bombeiros de Umuarama.

"O local onde eles estavam do rio tem uma profundidade de pelo menos seis metros", diz o soldado Márcio César Dias. Ele conta que, segundo o relato de testemunhas, o desaparecimento das vítimas aconteceu em meio ao socorro a uma outra pessoa que se afogava. Maicon Aparecido de Oliveira Botelho, marido de Claudenice, que nadava na prainha do rio quando teria resolvido ir mais para a parte mais funda. "Quando ele começou a se afogar, a Claudenice tentou salvá-lo, mas também se afogou", conta. Cruz Filho, cunhado de Claudenice, teria tentado resgatar os dois, mas também acabou submergindo, segundo as testemunhas.

Um grupo de pessoas que também se banhava às margens do rio conseguiu salvar Botelho, mas não viu sinal dos outros corpos. Por volta das 15h30, o Corpo de Bombeiros de Umuarama recebeu a informação do desaparecimento e enviou dois homens para o local. A equipe não retornou desde então ao quartel e, por isso, os bombeiros não sabem dar detalhes sobre o trabalho de buscas.

Corpo é encontrado em Icaraíma

No distrito de Porto Jundiaí, município de Icaraíma, também no Noroeste, Alessandro da Costa Silva, de 18, foi encontrado morto por volta das 9 horas desta segunda-feira. Ele estava desaparecido desde as 18 horas de domingo, quando foi visto pela última vez tomando banho no Rio Ivaí. De acordo com o escrivão da Delegacia de Icaraíma, Marindo da Silva, o boletim de ocorrência do desaparecimento do jovem foi registrado durante a noite, quando o Corpo de Bombeiros de Paranavaí deslocou uma equipe para o resgate.

"Uma testemunha que avisou que viu o jovem se afogando", conta. Por enquanto a polícia ainda não trabalha com a suspeita de homicídio. "A hipótese que estamos aceitando é a de que ele se afogou sozinho acidentalmente", diz Silva. "Mesmo assim, um inquérito será aberto nesta delegacia para investigar o que levou ao afogamento", afirma. O corpo de Costa Silva foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Umuarama. Segundo o escrivão, o jovem era morador do bairro Vila Rica, no mesmo município.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.