i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Barra do Turvo

BR-116 tem pista parcialmente interditada no sentido Sul

Equipes trabalham na limpeza da pista da BR-116 para que a rodovia seja totalmente liberada, mas não há previsão de quando o serviço será concluído

  • PorVitor Geron e Adriano Kotsan
  • 12/02/2010 15:09
Interdição causou muito transtorno na rodovia | Antonio Costa/Agência de Notícias Gazeta do Povo
Interdição causou muito transtorno na rodovia| Foto: Antonio Costa/Agência de Notícias Gazeta do Povo

Rodovias que ligam PR a SC têm pontos de lentidão

O congestionamento era grande na saída de Curitiba na noite desta sexta-feira pela BR-376, no quilômetro 616, em direção a Santa Catarina. Segundo a Autopista Litoral Sul, que administra o trecho entre Curitiba e Palhoça (SC), há pontos de lentidão em quase todo o trecho de responsabilidade da concessionária.

Entre Curitiba e Joinville (SC), os veículos trafegam em uma velocidade média de 40km/h chegando a 10km/h em alguns trechos. Os pontos mais críticos estão na saída da capital paranaense a partir do km 616 da BR-376, no km 6 da BR-101, município de Garuva (SC) que dá acesso a Guaratuba (PR) e Itapoá (SC) e entre Itajaí e Itapema, na região de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, em função do trânsito entre as duas cidades.

A partir da zero hora do dia 22 de fevereiro, a tarifa de pedágio será reajustada nas cinco praças da concessionária Autopista Litoral Sul. A medida afetará pontos de pedágio instalados na BR-376 e na BR-101, que fazem a ligação entre Curitiba e o litoral de Santa Catarina. O preço da tarifa básica vai subir de R$ 1,10 para R$ 1,20, um aumento de quase 10%.

  • Tráfego de veículos nas rodovias PR-239 e PR-151 já foi liberado
  • PRs 151 e 239 são alternativas para os motoristas que seguem para São Paulo
  • Limpeza após queda de barreira: 30 mil metros cúbicos de terra
  • Motoristas enfrentam muito congestionamento na BR-116 em Barra do Turvo
  • Muita terra ainda está no local
  • Máquinas e caminhões continuam trabalhando no local
  • Veja o funcionamento dos shoppings, postos de saúde e serviços públicos em Curitiba no Carnaval

A interdição parcial de duas das três faixas do sentido Sul no km 552 da BR-116, Rodovia Régis Bittencourt, ainda provoca congestionamentos. Na noite desta sexta-feira (12), os motoristas que seguiam de São Paulo para o Sul do Brasil enfrentavam filas de sete quilômetros no trecho. Equipes trabalham na limpeza da pista para que a rodovia seja totalmente liberada, mas não há previsão de quando o serviço será concluído.

De acordo com a Autopista Régis Bittencourt, que administra o trecho, não há congestionamento no sentido contrário da rodovia (Norte). O tráfego neste sentido foi normalizado depois que uma pista no sentido Sul foi liberado na quinta-feira (11).

Previsão

O movimento no sentido Sul se intensificou na noite desta sexta-feira. Segundo estimativas da Autopista Régis Bittencourt, o fluxo de veículos pode alcançar picos de 2.000 por hora, número quatro vezes superior ao registrado em um dia normal.

Já no sentido Norte, a expectativa é que o trânsito flua com tranquilidade e não deve haver problemas com congestionamento na véspera de Carnaval.

Filas

No início da manhã desta sexta, a fila de carros parados chegou a 21 quilômetros no sentido Norte. Durante a noite de quinta-feira (11) e madrugada desta sexta-feira (12) a Polícia Rodoviária Federal (PRF) voltou a fazer a operação "pare e siga". Como o congestionamento estava muito grande para o lado Sul, a pista para São Paulo foi bloqueada às 22h30 de quinta e só voltou a ser liberada às 4h30 desta sexta-feira.

Enquanto o fluxo para o Norte estava interrompido, os motoristas que viajavam para o Sul eram orientados para circular na contramão durante os 13 quilômetros onde a terra impede a passagem no sentido contrário. Durante as 6 horas de bloqueio, a fila diminuiu para o Sul e aumentou para o sentido Norte. A situação se inverteu por volta das 10h30, com congestionamento para o Sul e trânsito livre para o Norte.

Queda de barreira

O deslizamento de terra ocorreu na tarde de terça-feira (9), no km 552 da BR-116, no sentido Sul da estrada, em Barra do Turvo. Equipes da concessionária trabalham sem parar para tentar liberar pelo menos mais uma faixa da pista até a noite desta sexta-feira. São três faixas no local, mas os carros conseguem passar somente por uma por enquanto.

A preocupação é com o feriado de Carnaval, já que 120 mil veículos devem passar pela rodovia para acessar as praias do Sul do país. Ainda há muita terra que deslizou do barranco sobre a pista que segue para Curitiba.

A orientação é que os motoristas evitem a BR-116 ou tenham paciência para enfrentar as filas. A rodovia é a principal ligação entre São Paulo e os três estados do Sul.

Caminho alternativo

Para os motoristas que querem sair de Curitiba com destino a São Paulo, a melhor rota alternativa é por Sengés, pois o tráfego foi restabelecido na PR-239, que faz a ligação com do Paraná com o interior de São Paulo. Desde a noite de quinta-feira carros e caminhões passam pelo local.

Com isso, quem sai de Curitiba pode passar por Ponta Grossa, Castro, Jaguariaíva e Sengés. A próxima cidade será Itararé, já no estado de São Paulo.

Operação Carnaval

A PRF iniciou nesta sexta-feira a maior operação contra embriaguez ao volante do estado. Devem ser realizados pelo menos 3.600 testes de dosagem alcoólica no Paraná. O número é seis vezes maior que o aplicado no mesmo período de 2009.

A PRF também lembra que nas rodovias com trechos de pista simples, apenas veículos leves podem trafegar nos horários de maior movimento. Com isso, o trânsito de veículos com medidas acima de 18,60m de comprimento, 2,60m de largura e 4,40m de altura ficam proibidos de utilizar pistas simples das 16h às 22h desta sexta-feira (12) e de terça-feira (17) e das 6h ás 12h no sábado (13) e na quarta-feira (18).

Interior

Nesta sexta-feira o movimento também foi grande nas estradas que ligam Curitiba ao interior do estado. De acordo com a Rodonorte, que administra trechos das BRs 277 e 376 e da PR-151, até o final desta sexta-feira 130 mil veículos passaram pelas rodovias sob.

Não houve acidentes graves nem pontos de lentidão, mas, por volta das 16h, o movimento nestas rodovias atingiu picos de 8.500 automóveis por hora. O número é bem superior ao de um dia normal que fica na média de 5.500 veículos.

Aeroportos

A grande movimentação de passageiros em função do feriado de Carnaval também gerou transtornos nos aeroportos do país. Até as 19h desta sexta-feira, mais de 30% (549) dos 1.778 voos previstos no Brasil registraram atrasos. Outros 44 foram cancelados de acordo com a Infraero.

No Paraná, o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, registrou atraso em 31 dos 89 voos programados. Em Londrina, o Aeroporto Governador José Richa teve quatro atrasos nos 12 voos previstos, enquanto no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu três dos quatorze voos sofreram atrasos. Em nenhum dos três terminais houve cancelamentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.