i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Contrabando e tráfico

Brasil e Bolívia irão reforçar região de fronteira

  • PorAgência Estado
  • 25/09/2008 17:55

Brasil e da Bolívia concordaram nesta quinta-feira (25) em reforçar o controle militar e policial da fronteira, especialmente na região amazônica, em função do aumento do contrabando e do tráfico de drogas. A decisão foi tomada durante visita do ministro boliviano da Defesa, Walker San Miguel, a seu colega Nelson Jobim e em momento em que a sensibilidade das zonas de fronteiriças veio à tona. Na segunda-feira, 15 brasileiros foram mortos e sete ficaram feridos em uma briga de quadrilhas que disputam o contrabando e o tráfico de drogas e de armas em Guaíra, no Paraná, na fronteira do Paraguai.

Em entrevista a meios de comunicação bolivianos, San Miguel informou que as forças brasileiras e bolivianas poderão vir a organizar missões conjuntas de repressão na região amazônica. Ele argumentou que o aumento do contrabando de madeira e de automóveis roubados e do tráfico de drogas e de armas obriga os dois países a ações coordenadas entre seus Exércitos, organismos policiais e ambientais e funcionários de imigração.

Entretanto, o Ministério brasileiro da Defesa informou que ainda não há um acerto sobre possíveis exercícios conjuntos entre as forças dos dois países. A aproximação Brasil-Bolívia na área de fiscalização de fronteira foi decidida em um encontro entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Evo Morales no dia 15, em Santiago do Chile.

Caminhões

Nesta quinta, Jobim e San Miguel trataram também de outra determinação de Lula à Defesa: facilitar a exportação de caminhões brasileiros de uso militar para as Forças Armadas do país vizinho. No encontro de San Miguel com Jobim participaram também o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, e representantes da Polícia Federal (PF) e dos ministérios da Justiça e das Relações Exteriores.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.