Toda a área central da cidade de Cáceres, cidade a 215 quilômetros de Cuiabá (MT), também foi tombada como patrimônio cultural e histórico nacional. O Iphan reconheceu que a cidade mato-grossense é um marco na estratégia de proteção e conhecimento no processo da fronteira do Brasil.

A cidade teve origem em uma vila fundada em 1778 no Pantanal. Com o tombamento, ruas, praças e imóveis passam a ser protegidos. Qualquer intervenção só pode ser feita com a aprovação da prefeitura e do Iphan. O tombamento do conjunto urbanístico e paisagístico foi aprovado pelo Conselho Con­­sultivo do Patrimônio Cultural.

Com uma extensão territorial de 24,6 quilômetros quadrados, Cáceres é um dos maiores municípios brasileiros. Sua área é superior a do estado de Sergipe e quase cinco vezes maior que o Distrito Federal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]