Alagamento na Rua João Negrão, no Centro de Curitiba | Pedro Serápio/Gazeta do Povo
Alagamento na Rua João Negrão, no Centro de Curitiba| Foto: Pedro Serápio/Gazeta do Povo

A chuva forte que atingiu o Paraná na noite desta segunda-feira (17) causou estragos em pelo menos dois municípios. Santo Antônio do Sudoeste e Capanema, ambos no Sudoeste do estado, tiveram casas destelhadas, de acordo com o balanço preliminar da Defesa Civil estadual. Curitiba registrou alagamentos em ruas do Centro e do Rebouças.

Veja fotos das ruas alagadas em Curitiba

Leitores registram a chuva em vídeo

Aproximadamente 30 casas ficaram destelhadas na primeira cidade e pelo menos 120 pessoas foram atingidas. Em Capanema, 16 imóveis tiveram o mesmo problema e o número de pessoas prejudicadas chegava a 60. Os dados foram repassados às 21 horas.

De acordo com a Defesa Civil do estado, havia estragos também em Pato Branco, Mariopólis e Entre Rios, porém, até as 23 horas, ainda não havia informações sobre a extensão dos danos.

Curitiba

Ruas ficaram alagadas nos bairros Rebouças e Centro, em Curitiba. Algumas vias que tiveram problemas na noite de segunda foram Avenida Iguaçu, ruas João Negrão, Engenheiros Rebouças, Alferes Poli, e o cruzamento da Brasílio Itiberê com a 24 de Maio, entre outras. O nível da água também subiu bastante na Rua Visconde de Nacar - ponto em que habitualmente ocorre alagamento. Veja abaixo o vídeo feito pelo leitor Diogo Bueno Araújo.

A chuva também deixou dois semáforos inoperantes, de acordo com a prefeitura. Um deles foi o do cruzamento das ruas Dr. Faivre com Nilo Cairo e o outro, João Negrão com Presidente Faria. Na semana passada, a Gazeta do Povo noticiou que pelo menos 12 semáforos tinham problemas por falta de contrato para a manutenção.

A Defesa Civil Municipal informou não houve registro de danos na capital. Algumas casas chegaram a ficar sem energia elétrica. A reportagem tentou o contato com a assessoria de imprensa da Copel, mas não teve sucesso.

Além da chuva forte, caiu granizo em alguns bairros das regiões central e norte de Curitiba. Segundo o Instituto Simepar, a presença do ar quente e disponibilidade de umidade contribuiu para a formação das pancadas de chuva na noite desta segunda-feira. Apesar disso, não foram registrados fortes eventos na área abrangida pela estação meteorológica do instituto. Em Curitiba, a velocidade do vento ficou em 40 km/h e o volume da chuva foi de cerca de 25 mm em 30 minutos.

Situação na Visconde de Nacar. O vídeo foi feito pelo leitor Diogo Bueno Araújo.
Vídeo de Clarice Gois, que gravou a chuva na Rua Fernando Moreira, na capital.
Leitora registra chuva no Água Verde, em Curitiba. Vídeo de Ana Claudia Nassif.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]