i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Sem volta

Cirurgião e escritor Hosmany Ramos anuncia nova fuga da prisão

  • PorAgência Estado
  • 02/01/2009 07:59

O cirurgião plástico, escritor e presidiário Hosmany Ramos convocou jornalistas para anunciar, nesta sexta-feira (2), que "provavelmente" não voltará à cadeia após o fim da saída temporária de Natal e ano-novo. Na ocasião, segundo comunicado enviado por um assessor de imprensa, vai "denunciar a corrupção do sistema carcerário". A fuga anunciada seria um protesto contra as más condições da prisão e envolveria o medo de ser morto após as denúncias.

A nota enviada à imprensa na quinta-feira (1) informa que Hosmany estaria "consciente do radicalismo de sua decisão", mas considera que a "Penitenciária de Valparaíso (onde está preso em regime semiaberto) é um verdadeiro inferno", onde não consegue "ler e escrever". A entrevista foi marcada no Hotel Mercure, mas até a noite de ontem não havia reserva, segundo funcionários do local.

Preso em novembro de 1981, Hosmany foi condenado a 53 anos de prisão pelo assassinato de dois cúmplices - o piloto Joel Avon e o estelionatário Firmiano Angel -, por roubo de aviões e contrabando de carros importados. Era, então, um cirurgião plástico bem-sucedido, assistente de Ivo Pitanguy. De acordo com a nota enviada por seu suposto assessor, "era um médico famoso e intelectual refinado, quando, de repente, por razão que nem ele mesmo consegue explicar, viu-se do outro lado da lei".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.