Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Comerciantes que trabalham perto do antigo Hospital do Carmo, no bairro Boqueirão, reclamam de que há alguns meses o local se transformou em ponto de consumo de drogas. Segundo o empresário Leonardo Cerqueira, os usuários começam a chegar às 18 horas e a movimentação se estende madrugada adentro. Desde que o espaço foi ocupado, conta ele, a violência aumentou na região. "Neste ano tive problemas com três tentativas de invasão e com o roubo da câmera que filmava a rua", diz o empresário, que gastou mais de R$ 2 mil para arrumar a porta de aço do estabelecimento.

Problema antigo

O Hospital do Carmo foi fechado há nove anos e na última campanha eleitoral para a prefeitura de Curitiba virou motivo para a troca de farpas entre os concorrentes. Na época, o candidato Ratinho Junior (PSC), atual secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, prometeu fazer uma parceria público-privada para reabrir o centro médico. Há um ano, o consultor de vendas Aroldo de Meira iniciou um abaixo-assinado solicitando a reabertura do hospital. Ele diz que conseguiu cerca de mil assinaturas. O objetivo é entregar o documento à Câmara de Vereadores.

Castrar ou não castrar?

O Hospital Veterinário da UFPR promove amanhã a palestra "Castrar ou não castrar? Esclarecendo dúvidas". A finalidade é mostrar quais são as indicações e contraindicações da castração de animais domésticos, de que forma ela é feita e os cuidados que os proprietários devem ter antes e depois do procedimento. A palestra será às 19 horas no anfiteatro do Setor de Ciências Agrárias da UFPR, na Rua dos Funcionários, 1.540, no Juvevê. Inscrições: palestraveterinaria@gmail.com ou 3350-5784.

Palavrão alemão (foto 2)

A rede de comunicação BBC informou ontem que a língua alemã perdeu a sua mais longa palavra, com 64 caracteres. O termo "Rindfleischetikettierungsueberwa chungsaufgabenuebertragungsgesetz", que significa "lei que delega monitoramento de rotulação de carne", foi criada em 1999 para ser usada no contexto do combate à chamada doença da vaca louca. Na Alemanha é notório o uso de palavras compostas (sem hífens ou espaços) para descrever termos da área científica ou do meio jurídico. Depois que a União Europeia pediu o fim dos testes em gado saudável nos abatedouros europeus, a palavra saiu de uso.

Palavrão brasileiro

No Brasil, nós também temos o nosso palavrão: "anticonstitucionalissimamente". Diz o folclore linguístico que essa é a maior palavra do nosso idioma.

Correção

Ontem a coluna cometeu um erro ao apontar o Palácio das Araucárias como sede da prefeitura de Curitiba. O estacionamento do prédio, que pertence ao governo estadual, será liberado aos domingos para quem estiver carregando uma bicicleta no carro. A sede da prefeitura é o Palácio 29 de Março. Agradecemos aos leitores atentos que apontaram o erro e pedimos desculpas.

24 quadros por segundo

"Apertem os cintos. Será uma noite turbulenta."

As aspas saíram do filme A Malvada, de 1950.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]