Dinheiro de plástico

Alguns correntistas do Banco do Brasil têm passado por situações constrangedoras. Isso porque a instituição bancária está realizando a troca dos cartões magnéticos tradicionais pelos modelos com chip. O problema é que o banco simplesmente cancelou os cartões que estavam sendo usados pelos clientes, sem aviso prévio e sem enviar o novo cartão. Um leitor conta que teve de largar suas compras no mercado, pois o cartão não funcionou mais e ele não tinha outro jeito de pagar a compra. Ao procurar o Banco do Brasil, foi informado da troca de cartões. Mas questionou: o banco não deveria aguardar o cliente ter em mãos o novo modelo antes de cancelar o antigo? Ficou sem resposta.

E a faixa?

Cena vista num início da tarde movimentado na Praça Rui Barbosa, no Centro de Curitiba: uma idosa, aproveitando um momento em que nenhum carro passava, resolveu atravessar a rua com sacolas de compras. O que ela não percebeu é que o sinal havia acabado de abrir para quem vem da Rua Alferes Poli. Resultado: quase foi pega por duas motocicletas – uma parou para que ela terminasse a travessia, e a outra forçou a idosa a ficar parada no meio da rua. E isso porque a faixa de pedestres, onde ela poderia ter atravessado com muito mais segurança, estava a menos de vinte metros...

Abusando da generosidade

Um usuário de crack resolveu apelar para a caridade para conseguir manter seu vício. Ele aborda os clientes de um supermercado, ao lado da Igreja do Cabral, em Curitiba, para pedir uma lata de leite em pó. "É para misturar com o Mucilon do bebê", diz ele, que ainda ressalta: "Mas tem de ser em lata". Os mais inocentes caem no golpe e doam a lata de leite em pó, cujo conteúdo vai para o lixo. A lata de alumínio é usada para inalar o crack.

Tarda, mas não falha

Em 1987, a sobrinha de Wendy Bosworth viajou para a ilha de Nisyros, na Grécia, e mandou um cartão-postal para a tia, na Inglaterra. A correspondência, no entanto, não chegou. Se Wendy chegou a ficar ressentida por ter sido esquecida pela sobrinha, agora ela não tem mais motivo para reclamar: depois de 22 anos, o postal finalmente foi entregue em Wolverhampton, onde Wendy vive. A sobrinha, Joanne, hoje tem 42 anos e mora em Uganda. Resta saber se a culpa foi do correio grego ou do inglês. Por via das dúvidas, os britânicos já pediram desculpas pela demora.

Craques na Geografia

Uma equipe de três estudantes vai representar o Brasil no National Geographic World Championship, um concurso mundial promovido pela famosa revista National Geographic. Rodolfo Francisco Marques (Pouso Alegre-MG), Arthur Emanuel Leal Abreu (Vitória-ES) e Rebeca Thaís Vunjão Sousa (Salvador-BA) foram os melhores na etapa nacional do concurso, realizada ano passado, e agora estão no México, onde enfrentam grupos de outros 17 países até quinta-feira, respondendo a questões de Geografia. É a primeira vez que um time brasileiro participa da final mundial, que existe desde 1993.

Família ilustre

Neste ano se comemora o bicentenário do nascimento de Charles Darwin, que formulou a teoria da evolução. Seu tataraneto, Randal Keynes, está no Brasil para o congresso da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em Manaus, e falou ontem sobre o trabalho de Darwin. Como se não bastasse carregar os genes do gênio da Biologia, Randal Keynes ainda é descendente do economista Jonh Maynard Keynes e pai de Skandar Keynes, que interpreta o personagem Edmundo Pevensie nos dois filmes da série As Crônicas de Nárnia.

* * *

Fagner, Sérgio Reis, Dudu Nobre e Martinho da Vila estão entre os artistas que participam de mais uma campanha do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) em defesa do direito autoral. Eles provavelmente já não precisam mais se preocupar com dinheiro, mas milhares de compositores, intérpretes e músicos não ganham um centavo por suas criações.

*** O Pequeno Cotolengo recebeu do Ibama um lote de madeiras que foram apreendidas em operações contra a exploração ilegal no Paraná. As madeiras da categoria Imbuia viraram 35 bancos, fabricados voluntariamente pela empresa Forplas, parceira do Pequeno Cotolengo que produz objetos reaproveitando resíduos de madeira.

*** "Uma olhadinha em um livro e você ouve a voz de outra pessoa, talvez alguém que morreu há mil anos. Ler é viajar pelo tempo." (Carl Sagan)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]