Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Charge sobre uma pretensa Estrada de Ferro de Guarapuava, feita em cima de uma fotografia de um comboio de carroções, na década de 1930 | Acervo Cid Destefani
Charge sobre uma pretensa Estrada de Ferro de Guarapuava, feita em cima de uma fotografia de um comboio de carroções, na década de 1930| Foto: Acervo Cid Destefani
  • A Guarda Civil formada na Avenida Visconde de Guarapuava, em 1953. Esta corporação seria extinta por ocasião da instalação do regime militar, em 1964
  • O dirigível Graf Zeppelin sobrevoa a cidade de Joinville no dia 1º de julho de 1934. Em 1936, outro Zeppelin, o Hindenburg, faria o mesmo trajeto incluindo Curitiba
  • Festa do Divino. Canoa transportando os fiéis para a festa na baia de Guaratuba, em foto feita em 1942
  • A Praça Willie Davids, no centro de Londrina, em fotografia feita no ano de 1947
  • Carro adaptado para transitar sobre trilhos dentro da propriedade da Cia. Mate Laranjeira, no município de Guaíra, em 1930
  • Foto do Asilo N.S. da Luz, inaugurado em 1903
  • Ala da Faculdade de Engenharia da Universidade do Paraná, logo após sua conclusão, na década de 1940

Em 1957, quando comecei a reunir fotografias antigas da cidade não podia imaginar que hoje, passados 57 anos, estaria com um número incalculável de fotografias, postais e negativos, tudo contendo imagens históricas e mesmo curiosas, sendo que pequena parte ainda não foram identificadas.

Todo esse material, que realmente se avolumou a partir de 1970, esta sendo usado na medida do possível aqui nessa página da Nostalgia da Gazeta do Povo. Hoje esta sendo apresentadas imagens curiosas enviadas pelos leitores que curtem a memoria histórica aqui reverenciada. No domingo que passou o leitor Paulo Affonso Grotzner nos mandou duas colaborações, uma já publicada focando o surgimento do primeiro automóvel em Curitiba em matéria no jornal de idioma alemão, o Der Kompass.

Hoje esta sendo aproveitado outro tópico daquele periódico, publicado no dia 2 de abril de 1903, ressalte-se que naquele ano foi inaugurado o Hospício N.S. da Luz, que mais tarde seria transformado na Penitenciaria do Ahú. Eis a nota: O chefe de policia de Curitiba quer acabar com os mendigos da cidade, seguindo os louváveis exemplos de seu colega da capital federal. Todos os pedintes deverão ser recolhidos na nova instituição psiquiátrica, "Hospício N.S da Luz". Isso com certeza será útil. Cruz, Credo! A tal autoridade é que deveria ter um lugar especial naquele manicômio, assim como o redator que achou que tal atitude com certeza seria útil. Mendigos e loucos confinados num mesmo asilo, para não incomodarem a sociedade sadia e abastada. Não deixa de ser uma ideia pioneira, pois o nazismo e a solução final somente surgiriam na Alemanha trinta anos depois.

Em meio a fotos curiosas e outras inéditas temos a charge feita com uma caravana de carroções adaptados como uma locomotiva e seus vagões com direito a guarda-freios sobre a tolda, uma alusão pilhérica sobre uma Estrada de Ferro de Guarapuava, na década de 1930. Em outra foto temos um veículo adaptado para trafegar sobre trilhos, o que seria uma espécie de via férrea a serviço da Cia. Mate Laranjeira em Guaíra. Está sendo apresentado um postal feito em Joinville sobre a passagem do dirigível alemão Graf Zeppelin, sobre aquela cidade catarinense no dia 1.º de julho de 1934.

Uma canoa recheada de fiéis na baía de Guaratuba chegando par a Festa do Divino, em 1942. A Festa do Divino é tradição que é reverenciada no litoral Sul do Brasil. Temos a fotografia feita na Avenida Visconde de Guarapuava com os elementos da Guarda Civil do Paraná formados por ocasião da incorporação do prédio que seria a sede daquela corporação, tal edifício seria, logo em seguida, para servir de quartel para o Corpo de Bombeiros.

De Londrina temos a fotografia da Praça Willie Davids, onde aparecem os prédios da Associação Comercial local e a sede da prefeitura em 1947. Finalmente temos a imagem da Universidade do Paraná vista de um ângulo diferente, dando destaque para a Faculdade de Engenharia, recém-­construída.

Dê sua opiniãoO que você achou da coluna de hoje? Deixe seu comentário e participe do debate.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]