Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Na solenidade de posse, terça-feira, o novo presidente da OAB-PR, José Augusto Araújo de Noronha, é cumprimentado no palco pelas filhas Beatriz e Gabriela. | Julio Cesar Souza
Na solenidade de posse, terça-feira, o novo presidente da OAB-PR, José Augusto Araújo de Noronha, é cumprimentado no palco pelas filhas Beatriz e Gabriela.| Foto: Julio Cesar Souza

Prestigiada por autoridades e grandes nomes da advocacia e do Judiciário, a posse do presidente da OAB-PR, José Augusto Araújo de Noronha, e diretoria, na noite de terça-feira, praticamente lotou o grande auditório do Teatro Positivo e o salão do Expo Unimed, onde foi realizado o coquetel. O governador Beto Richa, o prefeito Gustavo Fruet, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Edson Fachin, o presidente do Tribunal de Justiça, Paulo Roberto Vasconcelos, o reitor da UFPR, Zaki Akel, e o vice-presidente da OAB nacional, Claudio Lamachia, compunham a mesa da solenidade.

O Presidente do TJ, Paulo Vasconcelos, a desembargadora Rosana Fachin, o prefeito Gustavo Fruet e o presidente da OAB-PR, José Augusto Araújo de Noronha, nos bastidores da solenidade.Bebel Ritzmann

Emoção de pai

Um momento de especial emoção foi quando a filha mais nova de Noronha, Beatriz,invadiu o palco e abraçou o pai durante a cerimônia. Logo depois de encerrada a solenidade, as duas meninas − que o novo presidente da OAB-PR tinha citado em seu discurso dizendo que “Gabriela e Beatriz são a minha melhor parte” − correram ao palco para beijar o pai.

Papo cordial entre o ministro do STF Luiz Fachin, o governador Beto Richa e o presidente anterior da OAB-PR, Juliano Breda, antes da cerimônia de posse da nova diretoria da entidade.Ricardo Almeida

Corrupção em pauta

Em todos os discursos proferidos, a situação política e econômica atual do Brasil foi citada. A democracia, o respeito à Constituição e às instituições, bem como o importante papel dos advogados e especialmente da OAB neste momento, também foram exaltados. Todos usaram, mais de uma vez, a palavra “corrupção”.

Com exceção de Luiz Fachin. O ministro do STF fez um discurso elegante, conciso e certeiro.

Aula de democracia 1

Citando razões “pessoais e institucionais” para estar presente à solenidade - sua filha Melina Fachin foi empossada como conselheira da Ordem no Paraná -, Fachin qualificou o cenário atual como “alta voltagem política” e alertou que, na democracia, opiniões contrárias devem conviver. Lembrou da união dos paranaenses em torno de seu nome para o STF, dizendo que o Paraná se equilibra entre a timidez e o orgulho de sua gente.

Aula de democracia 2

Voltando-se diretamente para Noronha, Fachin aconselhou “prudência e firmeza” na condução da OAB-PR. “Prudência para ter a compreensão dos dissensos e firmeza para não haver crise de decidibilidade. E que possamos nos orgulhar do nosso Brasil”, completou o ministro paranaense do STF.

Zapeando
  • A gerente da Orlean Curitiba, Bia Moreira, profere hoje a palestra “A Tortura do Quarto Branco”, na primeira edição do Move Design, promovido pelo Centro Europeu, às 15h30.
  • Após mais de 20 anos, a Associação Reviver tem um local para atendimento de pessoas com Síndrome de Down: por intermédio da senadora Gleisi Hoffmann, o Patrimônio da União cedeu um imóvel no bairro Cristo Rei para a sede da entidade.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]