i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
tranSporte

Com nova tarifa, Curitiba tem a passagem mais cara entre as capitais

Valor anunciado pela Prefeitura nesta sexta-feira (3) coloca a cidade no topo da lista das capitais onde andar de ônibus mais pesa no bolso

  • PorDurval Ramos
  • 03/02/2017 20:40
Com R$ 4,25, tarifa de Curitiba é a mais alta entre as capitais | Daniel Castellano/Gazeta do Povo
Com R$ 4,25, tarifa de Curitiba é a mais alta entre as capitais| Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

A partir da próxima segunda-feira (6), Curitiba será a capital com o transporte público mais caro do Brasil. O novo valor da tarifa, que subirá para R$ 4,25, supera o que é pago por passageiros de São Paulo, Rio de Janeiro e até mesmo de Belo Horizonte, que liderava a lista até então, onde a passagem custa R$ 4,05. (Confira abaixo as cinco capitais com a tarifa mais cara.)

Adianta comprar créditos para o cartão-transporte antes do aumento da tarifa?

Leia a matéria completa

A diferença se torna ainda mais evidente quando a tarifa é comparado com a dos nossos vizinhos da região Sul. Em Porto Alegre, o valor pago pelos usuários da rede pública de transporte é de R$ 3,75. Já em Florianópolis, a passagem sai por R$ 3,90 para quem efetua o pagamento em dinheiro. Quem utiliza o cartão paga apenas R$ 3,71.

Linhas que ligam Curitiba à Região Metropolitana também terão reajustes

Leia a matéria completa

No entanto, vale destacar que nem todas as cidades fizeram o reajuste nas passagens, que tradicionalmente acontece no início do ano. Municípios como Goiânia, Recife e Natal ainda vão receber o aumento, embora as primeiras discussões sobre o tema não indiquem um total superior à tarifa curitibana. Na capital do Rio Grande do Norte, por exemplo, a previsão é que a passagem salte de R$ 3 para R$ 3,40.

Por outro lado, boa parte das demais cidades já acertaram os valores para 2017, como é o caso de Vitória, Manaus, Teresina e de Belo Horizonte. Já a administração das duas maiores cidades brasileiras, São Paulo e Rio de Janeiro, anunciaram que vão congelar as tarifas para este ano em R$ 3,80.

Segundo a prefeitura de Curitiba, o aumento de 15% sobre o valor atual é uma forma de “recompor o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de transporte público” e garantir a retomada de investimentos no setor. Com os R$ 0,55 a mais, ela espera poder renovar a frota, que segue sucateada e apresentando problemas frequentes. Em 2016, o número de ônibus quebrados foi 21% maior do que o apresentado no ano anterior.

Confira as cinco capitais onde mais pesa andar de ônibus:

1) Curitiba: R$ 4,25

2) Belo Horizonte: R$ 4,05

3) Florianópolis: R$ 3,90

4) São Paulo: R$ 3,80

5) Rio de Janeiro: R$ 3,80

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.