Campanha tenta reduzir acidentes no Paraná

Uma campanha de prevenção a acidentes de trânsito foi lançada ontem na Assembleia Legislativa do Paraná. Serão 60 outdoors distribuídos na região metropolitana de Curitiba para alertar motoristas sobre o perigo da combinação álcool e direção e incentivar o uso de táxis. Dividida em duas etapas, a campanha deve vigorar durante duas semanas na capital e depois seguir para o interior. A iniciativa é da Comissão de Saúde da Assembleia, do Hospital Santa Cruz e do Sindicato das Empresas de Publicidade Externa (Sepex).

O lançamento ocorreu na semana que antecede o carnaval, em razão do alto número de acidentes que ocorrem nesta época. De 2000 até 2007 o número de mortos cresceu 55% no Paraná, passando de 27 para 42, de acordo com o Detran. O número de feridos cresceu quase 15%. Em 2004 o número de acidentes foi 1.209, o recorde dos sete anos.

O coordenador de educação para o trânsito do Detran, Cristopher Borges da Cruz, lembra que os motoristas precisam redobrar a atenção e estar com a manutenção do carro em dia, pois 95% dos acidentes são causados por falha humana.

Segundo o diretor do Hospital Santa Cruz, Alberto Leal, os acidentes envolvendo motoristas alcoolizados são responsáveis por cerca de 70% dos atendimentos nos prontos-socorros aos fins de semana.

Paola Carriel

Hoje, quando o rei momo Jerônimo – compositor de É d'Oxum, canção apontada por Dorival Caymmi como o hino de Salvador – receber a chave da capital baiana, terá início a maior festa popular do mundo. Ao longo de seis dias, mais de 2 milhões de pessoas, entre eles 500 mil turistas, devem circular nos circuitos oficiais da folia.

A prefeitura homenageará os afoxés, ou candomblés de rua, em especial o principal deles, o Filhos de Gandhy, que completou 60 anos ontem. Os desfiles, no domingo, no Circuito Batatinha (Pelourinho), e na segunda-feira, no Dodô (Barra-Ondina), estão com os convites esgotados (7 mil cada dia). São esperadas as presenças de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Carlinhos Brown, que comemora 30 anos de carreira homenageando Dorival Caymmi, Waldick Soriano e Carmem Miranda em seu Camarote Andante, um bloco independente (não tem cordas, nem abadás).

Olodum e Timbalada também têm muitos motivos para comemorar: o primeiro chega às três décadas de atuação e o segundo faz 18 anos.

Os Novos Baianos se reúnem mais uma vez para celebrar os 40 anos da formação do grupo. Baby, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Caldas (no lugar de Moraes Moreira) voltam a repartir um trio depois de 25 anos. Daniela Mercury e seu Trio Eletrônico, o bloco alternativo (sem cordas) que a cantora comanda, também celebra dez anos de existência.

Claudia Leitte, mãe de primeira viagem há 28 dias, volta hoje para cima do trio na folia baiana, desta vez como cantora solo – até o carnaval do ano passado, ela era vocalista da banda Babado Novo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]