i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Curitiba

Delegado diz que solução de morte de adolescente "vai chocar a população"

O titular da Delegacia de Homicídios, porém, não informou quais evidências levam a essa conclusão, nem quais são os principais suspeitos na investigação do assassinato cometido no bairro Umbará

  • PorPatricia Pereira
  • 20/09/2012 15:28

As investigações sobre o assassinato de Gabriel Henrique Vieira, de 13 anos, morto no bairro Umbará, em Curitiba, estão quase concluídas, informou o delegado responsável pelo caso, Rubens Recalcatti, nesta quinta-feira (20). "A investigação caminha para uma situação que vai chocar a população", declarou o titular da Delegacia de Homicídios.

O delegado, porém, não informou quais evidências levam a essa conclusão, nem quais são os principais suspeitos. Conforme Racalcatti, as apurações da polícia devem ser concluídas no início da próxima semana.

O caso

O corpo de Gabriel foi encontrado por um colega da escola, em uma área verde, próxima à Rua Nicola Pellanda, no bairro Umbará, por volta das 7h20 da quarta-feira (12). Ele usava uniforme escolar e estava com sete perfurações feitas por um canivete. O crime foi cometido no percurso entre a casa do menino e o Colégio Estadual Padre Claudio Morelli, onde cursava o 7.º ano.

Protesto

Vizinhos e familiares do adolescente assassinado fizeram um protesto para pedir justiça e mais segurança dentro de fora da escola. A manifestação foi realizada na segunda-feira (17), em frente ao colégio onde o garoto estudava.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.