Na Curitiba de 1972, a construção dos shoppings nem sequer era cogitada. O calçadão abriu o caminho para estabelecimentos desse porte, mostrando uma nova forma de comportamento do curitibano. Aos sábados e domingos, famílias inteiras se dirigiam à Rua XV para passear, comprar ou comer. E os jovens saíam à caça do parceiro ideal, fazendo com que o calçadão desempenhasse função semelhante a dos shoppings na atualidade. Na década de 1970, a Rua XV era soberana e, hoje, sofre com a concorrência de pelo menos seis grandes shoppings.

Pesquisa realizada pela Gazeta do Povo em parceria com o Instituto Ethos, em março, desfez a crença de que os centros comerciais roubaram o posto do comércio de rua, cujo principal representante é o calçadão. O estudo revelou que 58% das compras da grande Curitiba são realizadas no centro. "A XV simboliza todo o comércio de rua. É um dos pontos que mais recebem investimentos e melhorias. Consequentemente, é mais procurado pelo consumidor", explica Edson José Ramon, primeiro vice-presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP) e coordenador do Centro Vivo, entidade que mobiliza ações em prol do comércio da região central.

As razões para as escolhas dos clientes se devem à diversidade. O calçadão oferece lojas de calçados, relógios, tecidos, celulares, joalherias, óticas e variada gastronomia. São 165 espaços para o comércio e serviços, 11 bancas de jornais, cafés e floriculturas e quatro shoppings populares com pelo menos 20 boxes, além das galerias. Ao todo, são cerca de 300 possibilidades de escolha para os passantes.

Os índices superam, em quantidade, o número de lojas do Shopping Mueller (200), Shopping Curitiba (150), Shopping Cristal (195) e Shopping Estação (190). Perde apenas para o Shopping Palladium, que oferece 453 comércios para seus clientes, entre restaurantes, quiosques e lojas âncoras. Mesmo assim, a Rua XV é mais interessante para o comércio: são 140 mil pares de olhos observando as vitrines diariamente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]