i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Dez pessoas são mortas e um PM baleado em São Paulo

Em muitos casos registrados, os criminosos passam em motos ou carros atirando em pessoas nas ruas

  • PorFolhapress
  • 03/11/2012 07:47

Ao menos dez pessoas morreram e um policial militar foi baleado, na capital e na Grande São Paulo, entre a noite de ontem e a madrugada de hoje. Outros seis civis também foram baleados. Nenhum suspeito pelos crimes foi preso. A região metropolitana vem registrando diversos assassinatos durante as noites nas duas últimas semanas. Na maior parte dos casos os criminosos passam em motos ou carros atirando em pessoas nas ruas. A polícia, porém, não confirma relação entre os crimes. Hoje, por volta das 5h30, um policial militar foi baleado na cabeça na rua Doutor Zuquim, em Santana, zona norte de São Paulo. Ele foi levado ao Hospital da Polícia Militar. A PM não soube informar as circunstâncias do crime. Na zona leste de São Paulo, criminosos atiraram contra um prédio onde moram policiais militares na rua São Félix do Piauí, Vila Carmosina. Uma pessoa que estava em um carro foi baleada e levada ao Hospital Santa Marcelina, onde morreu. Ao menos seis pessoas morreram, três delas em confronto com a PM, em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo, após o assassinato de um militar na cidade, na manhã de ontem. A PM não confirma se há relação entre os crimes e o assassinato do policial. Dois homens e uma mulher foram baleados na rua Alvarenga Peixoto, no Jardim do Lago, por volta da 0h deste sábado. O trio foi levado à Upa (Unidade de Pronto Atendimento) Alvarenga, mas os dois homens não resistiram aos ferimentos e morreram. Outras cinco pessoas foram baleadas na rua Jerônimo Moratti, no bairro Casa, por volta das 2h30. Elas foram levadas ao pronto-socorro Municipal e não correm risco de morte. No bairro Alves Dias, um homem foi morto a tiros na rua Campina Grande, por volta das 23h30. Ele foi levado ao pronto-socorro central, onde morreu. Os dois casos foram registrados no 3º Distrito Policial de São Bernardo. Três homens morreram em confronto com policiais militares na rua Japão, no Taboão, por volta das 21h. Os suspeitos estavam em um carro roubado e não atenderam a ordem de parar dos militares. Segundo a PM, os suspeitos desceram do carro e trocaram tiros com os militares. Os três foram baleados e levados à UPA Paulicéia, onde morreram. Com eles foram apreendidas uma metralhadora e dois revólveres calibre 38. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial da cidade. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e a presidente Dilma Rousseff (PT) começaram a negociar anteontem estratégia conjunta para conter o avanço da violência no Estado. Por telefone, Dilma sugeriu a Alckmin que fosse traçado um plano integrado de segurança pública.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.