Dois ladrões foram presos na tarde deste sábado (10), depois de tentarem assaltar uma loja de eletrodomésticos em Campo Belo, zona sul de São Paulo. A polícia militar foi chamada pelo dono do estabelecimento. Quando os suspeitos perceberam a aproximação de viaturas, fizeram o proprietário e mais dois funcionários reféns. Começaram então as negociações para que as vítimas fossem libertadas.

Os criminosos cederam e deixaram as três pessoas saírem da loja. Uma segunda negociação teve início para convencer um dos assaltantes a não cometer suicídio. Segundo o tenente Siqueira, que comandou a ocorrência, "o ladrão dizia que iria se matar, que não queria voltar para a cadeia".

Ao final, um dos suspeitos jogou a arma em direção a polícia, se entregando, e o outro atirou contra o próprio peito. O ferido foi levado ao hospital Saboia. Ainda consciente, conversou com os médicos. O outro foi detido e encaminhado ao 27º DP. Uma das pistolas apreendidas tinha sido roubada de um policial civil em Guarulhos, na Grande São Paulo, no dia 6 de julho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]