i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
rio de janeiro

“Ela está em choque”, diz pai de estudante que estava desaparecida

Jovem de 23 anos ainda não falou sobre o motivo do desaparecimento. Ela foi encontrada nesta terça-feira (7)

    • Estadão Conteúdo
    • 07/07/2015 20:38

    O comerciante Maurílio Andrade Batista, de 55 anos, pai da estudante paulista Daniela Batista, de 23 anos, que estava desaparecida desde domingo (5), no Rio de Janeiro, disse que a filha vai para um hospital psiquiátrico, pois não quer falar com ninguém e está em choque. A estudante foi encontrada na tarde desta terça-feira (7), em Ipanema, zona sul do Rio.

    O pai foi, porém, reconhecido por Daniela na Delegacia de Descoberta de Paradeiros, no Jacarezinho, na zona norte carioca. “Ela só falou: ‘Pai, eu não quero falar com ninguém’. Ela está em estado de choque, não tem condições de ficar na sociedade”, disse o comerciante, destacando que Daniela ainda não falou do motivo do desaparecimento. “O sentimento é de alívio”.

    De acordo com a delegada titular da unidade, Elen Souto, a jovem foi achada por policiais do 23º Batalhão de Polícia Militar “totalmente fora de si”. A estudante estava apenas com o próprio carro, um Fox branco, e a roupa do corpo, “toda suja”, segundo o pai dela, na rua Farme de Amoedo, em Ipanema. A mãe de Daniela sofre de uma doença psiquiátrica, mas a família afirma não saber se a estudante tem a mesma enfermidade.

    Familiares e amigos de Daniela souberam que a jovem teria sido vista na Lagoa Rodrigo de Freitas (zona sul) entrando em um carro. Ela teria sido reconhecida por um policial militar, que tentou abordá-la. Segundo o agente, ela ainda estava desorientada e afirmou estar vivendo dentro de seu carro. Foi quando ela entrou no veículo, arrancou e saiu do local.

    Uma amiga da jovem, a também estudante Núbia Almeida, de 25 anos, conta que a amiga vinha demonstrando tristeza. “Ela estava um pouco triste ultimamente, a gente não sabe explicar (o motivo), eu imagino que seja pela mudança de cidade”, contou.

    O último contato que o pai da jovem teve com a filha antes do sumiço foi na tarde de domingo (5) por uma ligação a cobrar. Na linha, uma mulher dizia ter encontrado Daniela desorientada após desmaiar no Largo da Carioca.

    “Uma senhora disse que ela estava passando mal e precisava de ajuda”, disse Maurílio na ocasião, pedindo à mulher que levasse sua filha para a Rodoviária Novo Rio, e não a deixasse na Catedral Metropolitana, como ela pretendia.

    Na segunda-feira (6) ele chegou de ônibus ao Rio vindo de Botucatu, no interior paulista, para acompanhar as buscas. Por causa do estado em que a filha foi encontrada, ele vai permanecer no Rio por tempo indeterminado. “Pretendo ficar no Rio o quanto for necessário”, contou.

    A jovem se formou em Farmácia na Universidade Paulista (Unip). Veio em fevereiro ao Rio para fazer pós-graduação em Farmácia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Antes de sumir, dividia apartamento com um amigo em Copacabana. Era independente e estava acostumada a viver fora de casa, afirma Maurílio. O pai de Daniela conta que ainda não sabe se ela vai continuar morando no Rio, mas que estava realizando um sonho ao estudar na cidade.

    “Vamos ver o que aconteceu realmente para a gente ter um prognóstico. Depende muito dela e não de mim. Eu acredito que ela tem um sonho e ela começou esse sonho. É só questão de tempo para ela determinar o que quer fazer da vida dela”, declarou o comerciante.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.