Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Protesto na Urbs reuniu, nesta quinta-feira, trabalhadores do transporte público | Daniel Castellano
Protesto na Urbs reuniu, nesta quinta-feira, trabalhadores do transporte público| Foto: Daniel Castellano

Dois motoristas e um cobrador registraram, nesta quinta-feira (16), um boletim de ocorrência na Polícia Civil contra um grupo identificado por eles como membro do Sindimoc, o sindicato que representa os trabalhadores do transporte. Eles acusam os supostos integrantes da entidade de impedir que um ônibus continuasse a circular no município. O veículo, que seguia com passageiros na linha Futurama, teria sido levado para a sede da Urbs, onde trabalhadores do setor fizeram protesto, durante a tarde, em busca de avanços na negociação salarial da categoria. Segundo o Setransp, o sindicato das empresas do transporte, outros 14 veículos também teriam sido “sequestrados” pelo Sindimoc com a mesma finalidade.

VÍDEO: Veja imagens de um dos ônibus do transporte de Curitiba sendo retirado de circulação

TEMPO REAL: Acompanhe informações sobre a greve do ônibus em Curitiba

Procurado, o Sindimoc não confirmou se tomou os veículos durante a circulação na cidade, mas “lamentou que essa seja a preocupação em um momento em que o sistema roda com apenas 50% da frota”. Em nota, a entidade diz ainda que “usuários e trabalhadores estão sendo vitimados por um sistema com quatro anos de atrasos salariais constantes”.

De acordo com o Setransp, os ônibus teriam sido retirados de circulação em várias regiões da cidade. Pelo menos um motorista, diz a entidade, teria sido forçado a seguir com os manifestantes. Em nota emitida na noite desta quinta-feira, o sindicato informou que os funcionários estavam em delegacias fazendo boletins de ocorrência de furto, sequestro e apropriação indébita.

A reportagem teve acesso a um desses boletins. No documento, três funcionários do ônibus prefixo GA-138 disseram que os suspeitos seguiram junto com a tripulação até o terminal do Pinheiro, local onde os funcionários desembarcaram. O veículo então teria sido levado para frente da Rodoferroviária, sendo conduzido por um dos supostos sindicalistas.

O Setransp detalhou dados como prefixo, linha e modelo de seis dos 15 veículos que a entidade alega terem sido retirados de operação pelo Sindimoc. Foram dois biarticulados da empresa Glória, um biarticulado da Viação Araucária Urbana, um convencional da Viação Sorriso e dois veículos da Viação do Sul – sendo um convencional e outro articulado. Todos os ônibus, de acordo com o sindicato, ficaram fora de operação por pelo menos cinco horas e alguns deles foram resgatados por equipes enviadas pelas empresas.

Há, inclusive, vídeos, como o abaixo, mostrando passageiros sendo obrigados a desembarcar de biarticulados no meio da rua. As imagens foram feitas nesta sexta-feira por um internauta, na região do Terminal do Guadalupe, o que mostra que a situação denunciada na quinta ainda pode estar ocorrendo em Curitiba.

Fim da linha

Situação denunciada durante a última quinta feira foi repetida na manhã desta sexta feira, com motoristas e passageiros sendo impedidos de prosseguir viagem na região do Guadalupe.

+ VÍDEOS

Abaixo, vídeo mostra ação de grupo murchando pneus de ônibus nesta sexta-feira, no centro de Curitiba.

Pneus murchos

Além de mandarem os passageiros descer, manifestantes murcharam o pneu de outro veículo.

+ VÍDEOS

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]