i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Saúde

Estado do Rio de Janeiro trabalha para evitar epidemia de dengue em 2009

  • PorAgência Brasil
  • 04/09/2008 17:10

A Secretaria de Saúde do estado do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira (04) que está trabalhando para evitar uma epidemia de dengue em 2009. De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde, Vitor Berbara, técnicos estão percorrendo todos os municípios do Rio para fazer um levantamento das áreas em que o risco de incidência da doença é maior.

O objetivo é descentralizar a assistência às pessoas infectadas, levando os laboratórios responsáveis pelo diagnóstico da dengue para as regiões mais afetadas. Segundo o superintendente, o investimento na capacitação dos profissionais de saúde é outra prioridade do estado, que vai se intensificar no final do ano.

O lançamento de uma revista do "Menino Maluquinho", personagem do cartunista Ziraldo, focada na prevenção da dengue, é outra aposta da Secretaria de Saúde para incentivar o público infantil a conscientizar os adultos.

De acordo com Berbara, o planejamento da assistência da população em caso de epidemia já está sendo organizado. "O estado do Rio de Janeiro está mobilizando não somente recursos, mas está planejando, em caso de necessidade, o aumento do número de leitos hospitalares nas regiões em que houver maior necessidade, e, até mesmo, lançar mão das tendas de hidratação, que foram muito eficazes no atendimento da pacientes durante a última epidemia", garantiu o superintendente.

Berbara afirmou que o fechamento do Instituto de Infectologia São Sebastião, no Caju, especializado no tratamento de doenças infecto-contagiosas, não vai comprometer o atendimento dos doentes. Os serviços antes prestados pelo hospital serão oferecidos pelo Instituto de Assistência dos Servidores do Estado, o Iaserj.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.