i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Feriado

Estradas congestionadas marcam o início do feriadão

BR-376 ficou interditada por uma hora após uma carreta pegar fogo. Obras na rodovia em um trecho em Tijucas do Sul causaram ainda mais filas, que chegaram a 31 Km. Congestionamentos também marcaram a BR-277

  • PorRodrigo Batista e Fernanda Fraga, especial para a Gazeta do Povo
  • 06/09/2012 13:57
Filas foram formadas no sentido Santa Catarina | Antônio Costa/ Gazetado Povo
Filas foram formadas no sentido Santa Catarina| Foto: Antônio Costa/ Gazetado Povo

Policiamento nas rodovias será reforçado no feriado

Durante todo o feriado, o Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRv) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizarão operações de fiscalização nas estradas paranaenses. "Este ano, colocamos todo o efetivo administrativo e um reforço do efetivo operacional na ação", explica o major Bruno Soares da Silva, subcomandante do BPRv. "Queremos coibir os abusos, principalmente ultrapassagens indevidas e direção sob efeito de álcool", completa o inspetor Wilson Martinez, da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Leia mais.

  • Movimento foi alto na quinta-feira (6) na Rodoferroviária de Curitiba, por onde devem passar 45 mil pessoas durante todo o feriado

A saída de Curitiba rumo ao interior e Litoral do Paraná e a estados vizinhos foi marcada por congestionamentos nesta quinta-feira (6), véspera do feriado de Sete de Setembro. A BR-376, que liga a capital a Santa Catarina, foi a que mais apresentou filas. Além de dois pontos de lentidão, uma carreta que pegou fogo e poderia explodir causou a interdição da estrada em ambos os sentidos, às 21 horas, no km 671, em Tijucas do Sul. Por volta das 22 horas, a pista sentido Sul foi totalmente liberada e a pista sentido Curitiba permanecia parcialmente bloqueada, sem previsão de liberação total.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta que pegou fogo na pista transportava produtos inflamáveis. Por isso, os policiais interditaram totalmente a estrada. Com o incêndio controlado, as equipes liberaram a pista contrária - sentido Sul - e mantiveram o outro sentido bloqueado para remover a carreta. Por volta das 22 horas, a fila no trecho em direção a Curitiba chegou a três quilômetros.

Na mesma rodovia, também na pista que dá acesso às praias catarinenses, a 20 quilômetros ao norte do local do incêndio, uma fila de carros de 31 quilômetros se formava por causa de obras em uma ponte, também em Tijucas do Sul, por volta das 22 horas. Ainda na BR-376, na região de São José dos Pinhais, houve lentidão entre os quilômetros 614 e 620 por causa do alto fluxo de veículos na pista sentido SC. Por volta das 22 horas, não havia congestionamento no local.

Durante o dia, o movimento foi intenso, com picos de 3 mil veículos por hora em direção a Santa Catarina, e 1,5 mil em direção a Curitiba.

Litoral e Interior

Desde a metade da tarde, o fluxo já era alto nas principais rodovias na BR-277, em direção ao Litoral do Paraná. O movimento oscilou entre 1,6 mil e 2,5 mil carros por hora desde as 16 horas. Na região da Serra do Mar, segundo a Concessionária Ecovia, que administra o trecho entre Paranaguá e Curitiba, o motorista encontrava neblina. Não houve registros de acidentes. A previsão da empresa era de que o movimento caísse a partir das 22 horas.

A mesma rodovia, na região de São Luiz do Purunã, em Campo Largo, apresentou fluxo variável durante o dia, com picos que chegaram a 3 mil veículos, em ambos os sentidos. Durante a noite, o fluxo chegou a ficar intenso, o que provocou congestionamento entre os quilômetros 100 e 104 – no sentido Norte – e entre o km 118 e o km 119 – sentido sul – de acordo com a concessionária CCR Rodonorte.

A previsão da empresa é de que o movimento seja mais intenso até as 23 horas desta quinta-feira (6). No trecho também não houve registros de acidentes, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Estados vizinhos

Na BR-116, no estado de São Paulo, o movimento era intenso em direção à capital paranaense, com formação de filas na região de Miracatu e Juquitiba, em território paulista. No sentido contrário o fluxo era considerado normal, segundo a concessionária Autopista Regis Bittencourt, responsável pelo trecho entre Curitiba e a capital paulista.

Segundo a PRF no posto em Campina Grande do Sul, o tráfego começou a ficar intenso na rodovia, em direção a Curitiba, por volta das 21h30. O fluxo de veículos pela estrada no feriado de Sete de Setembro deve ser 23% maior do que o normal, segundo a Autopista Regis Bittencourt. Não há registros de acidentes.

Também pela BR-116, porém em direção a Santa Catarina, o movimento foi considerado normal de acordo com a concessionária Autopista Planalto Sul.

Veja como foi a transmissão em tempo real da situação das rodovias.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.